Descrição de chapéu Colunista em casa

Julio Abramczyk indica leitura sobre medicina do século 19

'Medicina dos Horrores' relembra como era a saúde durante a era vitoriana

Diariamente, durante a crise do coronavírus, um colunista ou um blogueiro da Folha indica sugestões para o período de quarentena, como livros, filmes, séries, entre outras opções.

Confira as sugestões de Julio Abramczyk, médico, vencedor dos prêmios Esso (Informação Científica) e J. Reis de Divulgação Científica (CNPq).

Acompanhe todas as dicas dos colunistas aqui.

Para ler

Medicina dos Horrores
Ed. Intrínseca, 2019. R$ 60 (320 págs.) Ebook R$ 40

Em tempos de pandemia pela Covid-19, “Medicina dos Horrores” é a perfeita e necessária aula de educação em saúde. Lindsey Fitzharris conta como a simples lavagem correta das mãos, com água e sabão, reduziu a mortalidade nas cirurgias no final do século 19. Era uma época em que poucos acreditavam que lavar as mãos poderia evitar infecções.

O médico inglês Joseph Lister, com sua teoria antimicrobiana e divulgação de seus métodos de antissepsia, tema principal da obra, criou importante capítulo na medicina.

Colagem digital com diversos elementos relacionados aos tratamentos médicos antigos: dois soldados amputados se consolando, próteses de pernas e braços, tratamentos cerebrais, açougueiro afiando suas facas em frente a um grupo de enfermeiras sem face.
Ilustração para resenha do livro Medicina dos Horrores - Carolina Daffara

Para ver

Mistérios do Detetive Murdoch
Série. Mais Globosat, 2008.

Série da TV canadense sobre casos policiais e mortes misteriosas que o detetive William Murdoch resolve em pouco mais de 30 minutos. O filme, porém, dá a impressão da passagem de vários dias.

Em alguns capítulos, Murdoch tem a colaboração da médica Julia Ogden, que realiza as necropsias na Delegacia 4 de Toronto. Os métodos do detetive para o ano de 1895 mostram o emprego de tecnologias dando os primeiros passos, como a análise de impressões digitais e luz ultravioleta para resquícios de sangue em paredes.

A médica faz par romântico com o detetive e participa do grupo de sufragistas que promovem comícios e campanha para candidaturas e votação de mulheres para cargos públicos, proibidos na época.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.