Post de deputado apresenta dados enganosos sobre mortes por outras doenças na pandemia

Daniel Silveira (PSL-RJ) minimiza danos do novo coronavírus em rede social

São Paulo

Uma postagem do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) engana ao sugerir que óbitos por outras doenças, como pneumonia, infarto e AVC, estariam sendo contabilizados como Covid-19 no Brasil. Ele sustenta a versão com uma suposta queda no número de mortes dessas três doenças entre 2019 e 2020, que chegaria a 30 mil no caso da pneumonia.

As mortes confirmadas pelo novo coronavírus só entram nas estatísticas após resultado positivo do teste, segundo o Ministério da Saúde. A pasta afirmou à reportagem os dados consolidados mais recentes sobre mortalidade no país são de 2018.

O Portal da Transparência do Registro Civil aponta, de fato, para a redução no número de mortes nas três causas: pneumonia (-20.569), AVC (-1.385) e infarto (4.361). O Comprova consultou a base de dados no dia 17 de agosto, considerando o período de 1º de janeiro a 31 de julho. A data final foi escolhida com base na recomendação da Arpen-Brasil (Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais) para que seja respeitado intervalo de, no mínimo, 15 dias, por causa dos prazos legais de registro.

Esses dados, no entanto, não comprovam fraude nas estatísticas da pandemia. O Portal da Transparência apresenta revisões até de informações relativas ao ano passado.

Daniel Silveira, de frente e no centro da imagem, conversa com homem que aparece de costas
O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que postou conteúdo enganoso sobre a pandemia - Pedro Ladeira - 29.abr.2020/Folhapress

Além disso, a mesma pesquisa, em 17 de agosto, mostrou acréscimos em causas de morte como Síndrome Respiratória Aguda Grave (+10.330), entre outras. O número de vítimas da Covid-19 informado na página era de 92.193, com excesso de mortes calculado em 82.073 pessoas.

Verificação

Nesta terceira fase, o Comprova verifica conteúdos relacionados à pandemia que viralizaram nas redes sociais. A postagem de Daniel Silveira, um dos alvos dos inquéritos que apuram a organização e financiamento de atos antidemocráticos e o disparo de notícias falsas, ofensas e ameaças contra autoridades, teve 16,8 mil interações no Facebook até o dia 17 de agosto.

Enganoso, para o Comprova, é conteúdo que confunde, com ou sem a intenção deliberada de causar dano.

O Comprova fez esta verificação baseado em informações científicas e dados oficiais sobre o novo coronavírus disponíveis no dia 17 de agosto de 2020.

A investigação desse conteúdo foi feita por Estadão e BandNews e publicada na terça-feira (18) pelo Projeto Comprova, coalizão que reúne 28 veículos na checagem de conteúdos sobre coronavírus e políticas públicas. Foi verificada por Folha, UOL, Jornal do Commercio e SBT.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.