Seis meses após 1º caso, SP registra mais de 29 mil mortes pelo coronavírus

Estado atingiu 776 mil casos; primeira confirmação aconteceu em 26 de fevereiro

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Seis meses após o primeiro caso confirmado, o estado de São Paulo atingiu nesta quarta-feira (26) 29.194 mortes e 776.135 casos de coronavírus.

O governador João Doria (PSDB) relembrou, em evento no Palácio dos Bandeirantes, o primeiro caso confirmado no estado e no país, em 26 de fevereiro, data em que foi divulgada a contraprova do exame do paciente. "Neste mesmo dia [do primeiro caso registrado], às 17h, o governo de São Paulo já tinha seu centro de contingência composto por 10 médicos", disse Doria.

Doria fez um balanço dos seis meses de atuação contra a doença no estado, citando medidas contra o vírus nas áreas da saúde e social.

"Me sensibilizou muito a velocidade em que esta pandemia atingiu os brasileiros aqui de São Paulo. Aqui em São Paulo quase 30 mil vidas se perderam, tudo isso mexeu muito comigo, não apenas como governador mas também com secretários e secretárias de estado. Todos os servidores de forma geral e, em especial, os servidores da saúde", disse.

A previsão é que o estado tenha até o final de agosto entre 30 mil e 36 mil mortes.

No estado, apenas uma das 645 cidades, Santa Mercedes, não tem nenhum caso de coronavírus até o momento.

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 282 mortes no estado. Atualmente, há 4.987 pacientes em UTI e 6.355 em enfermaria.

O tucano espera poder disponibilizar as vacinas para o coronavírus a partir de dezembro. "Evidentemente temos que ter aprovação da vacina pela Anvisa. Tudo isso vinculado ao término da terceira fase de testes que deve ocorrer até 10 de novembro no mais tardar", disse. "O que a Anvisa já nos antecipou é que tecnicamente é que tentará fazer a aprovação no menor tempo possível, mas dentro dos protocolos a serem seguidos".

Durante evento no Palácio dos Bandeirantes, o governador anunciou o lançamento de uma plataforma para a criação de empregos.

O programa na área de emprego é o Meu Emprego Vaga Certa, que é uma plataforma gratuita para ligar trabalhadores e empresas. "A partir de agora, 1,8 milhão de trabalhadores que estão colocando seu currículo em busca de trabalho terão as suas informações disponíveis para as empresas que estão buscando empregar", disse Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de Doria.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.