Descrição de chapéu Coronavírus

Ministério da Saúde assina contrato para compra de 20 milhões de doses da indiana Covaxin

Acordo prevê entrega de imunizantes entre março e maio; Anvisa ainda não deu aval à vacina

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Brasília

O Ministério da Saúde informou ter assinado nesta quinta-feira (25) um contrato para compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin, desenvolvida pela empresa indiana Bharat Biotech.

Segundo a pasta, o investimento total é de R$ 1,6 bilhão. O acordo foi fechado com o laboratório Precisa Medicamentos, que tem uma parceria com a Bharat Biotech e deve receber as doses importadas da Índia.

Ministro indiano da Saúde, Harsh Vardhan, exibe amostra da Covaxin, em Nova Délhi - Adnan Abidi - 16.jan/Reuters

A previsão é que 8 milhões de doses do imunizante comecem a chegar já no mês de março, em dois lotes de 4 milhões a serem entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato. O restante seria entregue em abril (8 milhões) e maio (4 milhões).

Apesar do acordo, a vacina ainda não tem aval da Anvisa, necessário para que as doses sejam ofertadas à população. Mais cedo, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse em reunião com secretários de saúde que a previsão é que a empresa solicite esse aval nos próximos dias.


A assinatura do acordo ocorre uma semana após o ministério publicar uma portaria que dispensava o uso de licitação para compra de doses da Covaxin e da vacina russa Sputnik V.

Atualmente, representantes da União Química, laboratório que tem uma parceria com o Instituto Gamaleya, da Rússia, mantêm uma negociação com o ministério para oferta de 10 milhões de doses da Sputnik. Essa vacina, porém, também não tem ainda um aval da Anvisa para que possa ser ofertada.

Recentemente, a agência mudou as regras para que possa receber pedidos de uso emergencial de vacinas que tiveram estudos clínicos no exterior, e não apenas no Brasil –medida que beneficia, entre outras, a Sputnik e a Covaxin. Ainda não houve, porém, novos pedidos para que essa análise possa ocorrer.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.