Descrição de chapéu Coronavírus

Variante do coronavírus semelhante à da África do Sul foi detectada em Sorocaba

Informação foi confirmada por membros do comitê de contingência do estado

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O governo João Doria (PSDB) confirmou nesta quarta-feira (31) que foi detectado um caso de uma variante do coronavírus que se assemelha à da África do Sul na cidade de Sorocaba, no interior de SP.

A informação foi dada em coletiva no Palácio dos Bandeirantes (zona oeste de SP).

Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, o material genético do vírus foi analisado. Embora seja similar à da África do Sul, não é descartado que seja uma nova variante.

"Em Sorocaba foi identificada uma variante, que foi submetida o trabalho descrevendo. É uma variante assemelhada à da África do Sul, embora não haja histórico de viagem ou de contato com viajantes à África do Sul. Então também existe a possibilidade de que seja já uma evolução da nossa P1 em direção a essa nova mutação da África do Sul", disse Covas.

Segundo Dimas Covas, terá que ser determinada qual é a real incidência dessa variante. "Se for apenas um caso, as medidas são as medidas que em andamento. Fora isso o acompanhamento genômico em outros locais, o sequenciamento, para a observação do surgimento dessas variantes. Porque isso nesse momento é esperado e o que temos que fazer é o sequenciamento rotineiro de um percentual das amostras testadas para monitorar o aparecimento das variantes", disse.

Em relação à situação da pandemia, o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, informou que o estado tem 92,2% das UTIs ocupadas e a Grande São Paulo 91,8%.

O estado está há 15 dias na fase emergencial, com restrições até a serviços essenciais, há 15 dias. Segundo o centro de contingência, há uma desaceleração. A expectativa em cerca de uma semana haverá redução de pessoas nas UTIs e aumento na disponibilidade dos leitos.
"Temos 12.975 pacientes internados nas nossas unidades de terapia intensiva. Para se ter uma ideia, tínhamos agora na segunda-feira 12.945. Portanto, a ascensão, apesar de estar ocorrendo, vem num numerário menor do que aquilo que estávamos acompanhando nas últimas semanas, com centenas de novas admissões nas unidades", disse.

Segundo Gorinchteyn, atualmente, o número de pacientes na UTI é o dobro do pico anterior da pandemia, em julho de 2020.

No comparativo com a última semana, houve um incremento de casos em 9,2% e de internações em 10%. Apesar disso, Gorinchteyn cita que houve desaceleração em relação às últimas semanas.

Atualmente, o estado tem 74.652 mortos por coronavírus.

Após pergunta que citava o número de mortos e comparava com o de países, Doria citou também a produção de vacinas de São Paulo. "Se São Paulo fosse um país, nós já teriamos vacinado 60% de toda a população. Porque hoje, esses mais de 32 milhões de doses nós compartilhamos com o Brasil, com nosso país, não fomos egoístas. Mas nossos parte do Brasil e nos orgulhamos disso", disse.

O governo ainda anunciou que o Hospital das Clínicas ampliou o número de leitos para coronavírus, com 68 vagas de UTI e 75 de enfermaria. Com isso, a unidade chega a 628 leitos para o atendimento de casos graves de coronavírus.

Doria também anunciou a compra de 2 mil cilindros de oxigênio e de 1 mil concentradores de oxigênio, que serão distribuídos para cidades que não possuem oficinas de oxigênio.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.