É falso suposto documento vazado da Rede Globo com orientações para a cobertura jornalística sobre a Covid

Em nota, emissora diz que texto jamais foi escrito e que há elementos que comprovam a falsidade

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A imagem de um documento supostamente vazado da Rede Globo com instruções para a cobertura jornalística sobre a Covid-19, que circula nas redes sociais, é falsa.

No documento falso, intitulado como sigiloso, há dez orientações de como o noticiário deve abordar a crise sanitária do coronavírus. Entre as instruções, o texto diz ser proibido mencionar outros tipos de doenças e mortes que não tenham sido provocadas pela Covid; nunca comentar ou divulgar o número de pessoas recuperadas; e, não dar espaço para autoridades, servidores ou pesquisadores que defendem a política de combate ao Covid implementada pelo governo bolsonarista. Essas orientações não existiram.

Globo mudou identidade visual do logo em 2021
Globo mudou identidade visual do logo em 2021 - Reprodução/TV Globo no Youtube

Por fim, o documento forjado tem assinatura indicando ser do editor-chefe do Jornal Hoje, Cláudio Marques, e diz que a diretoria vai acompanhar o cumprimento da pauta por seus editores, apresentadores e jornalistas, e adotará, no caso de descumprimento, medidas cabíveis.

Em nota publicada no site G1, a emissora diz que o texto jamais foi escrito pelo editor-chefe do Jornal Hoje e que há elementos que comprovam que o documento foi fabricado. Um deles é a marca antiga da Rede Globo usada na imagem. Além do mais, o documento tem como data 2020, mas cita a crise da falta de oxigênio, ocorrida apenas em 2021.

Procurada pela Folha, a emissora informou a mesma nota publicada no G1.

"A Globo tem como pilar o jornalismo de qualidade, praticado com isenção e pluralidade, o que é reconhecido por seu público", diz a nota. "A Globo continuará vigilante e atuará de pronto na prevenção e em reação às denúncias de campanhas veiculadas em sites que disseminam desinformação, como sempre fez, e reafirma o seu compromisso com informação correta e com o seu o público. Periodicamente, surgem sites e perfis falsos em nome da Globo ou de seus talentos".

A emissora também afirmou que “basta uma simples consulta aos principais telejornais da Globo para ver que a imagem com determinações inventadas não se sustenta”.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.