Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
comentários dos eleitores Eleições 2010
  1. Presidente
  2. Governador
  3. Senador
  4. Dep. Federal
  5. Dep. Estadual
  6. Busca

Candidatos - Governador

Ronaldo Lessa

PDT - número 12

Nome completo: Ronaldo Augusto Lessa

Coligação: Frente Popular por Alagoas (PDT / PT / PMDB / PR / PSDC / PRP / PC do B / PT do B)

Data de nascimento: 25/04/1949

Sexo: Masculino

Estado: Alagoas

Estado civil: Divorciado

Grau de instrução declarado: Superior Completo

Ocupação declarada: Engenheiro

Biografia

A carreira política de Ronaldo Augusto Lessa Santos começou em 1982, quando foi eleito deputado estadual. Quatro anos depois, o engenheiro civil alagoano concorreu ao governo do Estado e obteve o terceiro lugar. Em 1988, Lessa se tornou vereador em Maceió e, em 1992, foi eleito prefeito. Em 1999 Ronaldo Lessa foi eleito governador de Alagoas, cargo em que ficou até 2006, quando renunciou para concorrer ao cargo de senador. Perdeu para Fernando Collor. Em fevereiro de 2005, filiou-se ao PDT.

Bens declarados na Justiça Eleitoral

R$ 986,5 mil(4 bens declarados):

- Bens diversos em processo de transmissão de posse e outras aquisições (R$ 186.380)
- Carro Mitsubishi (R$ 200.000)
- Apartamento na Ponta Verde (R$ 600.000)
- Conta no Banco do Brasil (R$ 145,15)

No arquivo da Folha

  • (19/5/06)

    Em Alagoas, o TRE manteve anteontem decisão que proibia uma propaganda do governo do Estado. Aplicou multa de cerca de R$ 50 mil ao pré-candidato ao Senado Ronaldo Lessa (PDT), ao governador, Luis Abílio (PDT), e ao secretário Joaldo Cavalcante.

  • (10/8/06)

    Justiça cassa direitos políticos de Ronaldo Lessa. O ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa (PDT), candidato ao Senado, foi condenado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por abuso de poder político e de autoridade na eleição de 2004 e tornado inelegível por três anos. Seu advogado, Adriano Soares, disse que recorrerá da decisão.
    Segundo Soares, até que o processo esteja transitado em julgado, Lessa continuará na disputa. A informação foi confirmada pelo tribunal.
    Pouco antes da eleição de 2004, Lessa concedeu aumento salarial a algumas categorias do funcionalismo público estadual, considerado irregular pela Justiça Eleitoral.

  • (1/10/06)

    O principal adversário de Collor é novamente o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), 57, com quem disputou o governo do Estado, em 2002, sua primeira eleição depois de recuperar seus direitos políticos. O ex-presidente foi derrotado no primeiro turno. Lessa foi prefeito de Maceió e governador de Alagoas de 1999 a 2006.

  • (2/10/06)

    O ex-presidente Fernando Collor de Mello (PRTB), 57, foi eleito para o Senado com 44,05% dos votos e volta à vida política após 14 anos afastado do poder. Com 99,9% dos votos apurados até a meia-noite, o candidato Ronaldo Lessa (PDT), ex-governador de Alagoas, obteve 40,08% dos votos. José Thomaz Nonô (PFL) teve 9,66%, e Galba Novaes (PL), 5,34%.

  • (19/1/07)

    Revoltados com suspensão do reajuste de 2006, servidores invadem prédio da Fazenda. Sistema de notas fiscais eletrônicas foi desligado por funcionários; a greve já compromete serviços essenciais, como saúde. Os ex-governadores Ronaldo Lessa (1999 a 2006) e Luís Abílio (2006) negaram que os reajustes aos servidores tenham ultrapassado os limites da LRF.

  • (20/1/07)

    O governador diz que só terá condições de cumprir o que foi proposto neste mês porque fechou uma operação de antecipação de receita com o setor sucroalcooleiro, a Petrobras e a indústria petroquímica Braskan. O valor não foi divulgado. Ele responsabilizou o ex-governador Ronaldo Lessa (de 1999 a março de 2006), do PDT, pela crise econômica do Estado.

  • (26/4/07)

    O ministro do Trabalho e presidente do PDT, Carlos Lupi, nomeou dois colegas de partido para o segundo escalão de sua pasta. O pedetista e ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa ocupará a Secretaria Executiva do Ministério do Trabalho.

  • (12/5/07)

    Indicado para secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Ronaldo Lessa (PDT) foi alvo esta semana de protesto de jornalistas que cobram salários atrasados e indenizações da "Tribuna de Alagoas". O jornal, fechado no início do ano, era dirigido por Geraldo Lessa, irmão do ex-governador.

  • (20/5/07)

    Cinco de oito presos em Alagoas atuaram na mesma secretaria. Três foram secretários de Infra-Estrutura no Estado e dois foram funcionários da pasta ou de órgãos a ela vinculados. Técnicos ocuparam cargos nos governos de Ronaldo Lessa, Luís Abílio e Teotonio Filho; investigados negam participação em desvios.

  • (17/5/10)

    Em Alagoas, por exemplo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva declara preferência pelo pedetista Ronaldo Lessa na corrida pelo governo do Estado. Mas chama de legítima a pré-candidatura de Fernando Collor de Mello (PTB).


 
  Acompanhe a Folha.com no Twitter  

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página