Na estreia de Aguirre, São Paulo perde para o São Caetano

Após vencer por 1 a 0, time do ABC joga pelo empate no Morumbi

Jogadores do São Paulo e do São Caetano disputam a bola de cabeça
Lance da partida em que o São Caetano venceu o São Paulo por 1 a 0 - Rivaldo Gomes/Folhapress
São Paulo

O discurso do treinador estreante Diego Aguirre de que os jogadores do São Paulo precisam “mostrar atitude” em campo, antes de pensar em questões táticas, não surtiu efeito.

Sem velocidade e com um sistema defensivo falho, o time tricolor perdeu para o São Caetano por 1 a 0, no ABC, a primeira partida do mata-mata pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

O resultado dá ao time dirigido por Pintado, ex-auxiliar técnico do próprio São Paulo, o direito de empatar no Morumbi, na terça-feira (20), para passar às semifinais. 

Uma vitória do time tricolor por um gol de diferença leva a decisão aos pênaltis. O São Paulo fica com a vaga direto, apenas, se vencer por ao menos dois gols de diferença.

Se o primeiro tempo havia sido ruim tecnicamente, o segundo começou com o único gol do jogo. 

Aos 9 minutos, o goleiro Jean cortou errado um cruzamento vindo do lado direito. A bola sobrou para o meia Chiquinho. Livre, ele empurrou de primeira para as redes e fez o segundo dele no Paulista.

O outro havia sido no Allianz Parque na vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras.

Mesmo com o gol, o futebol do São Paulo não mudou.

O uruguaio Aguirre escalou o time, no início do jogo, com Nenê, Cueva e Valdívia formando o trio de armação das jogadas. À frente dele, Diego Souza. 

Sem velocidade nas transições, e com erros de passes nas saídas de bola, o São Paulo não finalizou com real perigo nenhuma vez durante o jogo. Mesmo com a entrada de Marcos Guilherme, no lugar de Cueva, aos 15 minutos da etapa final.

Assim como ocorria nos tempos de Dorival Júnior, o time tricolor teve mais posse de bola (62%), mas não fez jogadas perigosas de profundidade. No máximo, cruzamentos para dentro da área, que não surtiram efeito.

O São Caetano até teve chances de ganhar por mais de um gol de diferença. 

No primeiro tempo, dois chutes fortes de Nonato, 20, atleta revelado pelo próprio clube do ABC Paulista, foram interceptados pelo goleiro Jean.

O técnico Pintado, que conhece os detalhes do São Paulo por ter trabalhado no clube até o ano passado quando Dorival chegou, explorou os dois lados da defesa do adversário.

De onde saíram as principais jogadas de gol do time do ABC.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.