Descrição de chapéu campeonato brasileiro

Com time misto, São Paulo bate Paraná na estreia do Brasileiro

Gol marcado pelo zagueiro Bruno Alves quebra sequência sem vitória

Luiz Cosenzo
São Paulo

Com uma formação sem seis jogadores considerados titulares, o São Paulo fez o suficiente e venceu o Paraná Clube por 1 a 0, nesta segunda-feira (16), no Morumbi, pelo complemento da primeira rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo, o clube quebrou uma sequência de três jogos sem vitória: derrotas para Corinthians e Atlético-PR e empate diante do Rosario Central.

O único gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Bruno Alves, aos 36 minutos da etapa inicial, após uma cobrança de falta lateral.

O jogador foi uma das novidades da equipe tricolor, que não contou com o zagueiro Arboleda, o volante Petros, o volante/lateral Liziero e o atacante colombiano Tréllez, poupados, além de Nenê, que começou no banco de reservas e entrou na reta final do segundo tempo. Reinaldo, machucado, foi outro que ficou fora do confronto.

Eles foram preservados para o duelo contra o Atlético-PR, marcado para a próxima quinta-feira (19), às 19h15, no Morumbi, pela partida de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Como perdeu o primeiro jogo por 2 a 1, o time são-paulino precisa vencer por dois gols de diferença para avançar ou um para levar o confronto para os pênaltis.

O São Paulo vê a Copa do Brasil como uma chance real de chegar à Copa Libertadores. A competição classifica o campeão para o principal torneio sul-americano, além de distribuir um prêmio de R$ 50 milhões. O clube jamais venceu o torneio mata-mata nacional.

Jogadores do São Paulo comemoram gol de Bruno Alves que deu a vitória sobre o Paraná, no Morumbi, pela rodada de estreia do Brasileiro
Jogadores do São Paulo comemoram gol de Bruno Alves que deu a vitória sobre o Paraná, no Morumbi, pela rodada de estreia do Brasileiro - Bruno Chiri/saopaulofc.net/Divulgação

O JOGO

Com foco na Copa do Brasil, o técnico Diego Aguirre preservou cinco titulares: o zagueiro Arboleda, o volante Petros, o volante/lateral Liziero, o atacante colombiano Tréllez, além de Nenê, que só entrou no segundo tempo. Reinaldo, machucado, foi o outro desfalque –-ficará fora por três semanas.

Assim, o treinador uruguaio escalou a equipe no 4-3-3. As novidades no sistema defensivo foram Bruno Alves na vaga de Arboleda e Régis no lugar de Reinaldo. Sidão, Militão e Rodrigo Caio iniciaram o jogo.

O meio de campo foi formado por Jucilei, Hudson e Cueva, enquanto Marcos Guilherme, Lucas Fernandes e Brenner, que teve a primeira oportunidade com Aguirre, jogaram no setor ofensivo.
 

Na etapa inicial, o São Paulo teve o domínio territorial, enquanto o Paraná procurava se defender e explorar o contra-ataque. Apesar de tomar a iniciativa, a equipe teve dificuldades de superar a marcação rival.

O time conseguiu chegar ao gol em um lance de bola parada. Aos 36 minutos, Cueva cobrou falta na cabeça de Bruno Alves, que mandou para o gol.

Na etapa complementar, a equipe tricolor manteve o domínio, mas não conseguiu ampliar o marcador. O Paraná até que se arriscou mais, no entanto, não exigiu do goleiro Sidão.

Aguirre ainda fez três alterações. Valdivia entrou no lugar de Lucas Fernandes e o lateral esquerdo Júnior Tavares no lugar do atacante Brenner, que deixou o campo chorando após uma atuação discreta. Com essas mudanças, o São Paulo alterou o esquema para o 3-4-3.

Na reta final do jogo, Aguirre ainda colocou Nenê no lugar de Cueva.

Nos últimos minutos, o Paraná esboçou uma pressão, mas o São Paulo administrou o resultado e assegurou a vitória.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.