Real Madrid goleia Juventus com gol antológico de C. Ronaldo

Português quebrou novo recorde e foi aplaudido pela torcida rival na vitória por 3 a 0, em Turim

Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, comemora após marcar um gol de bicicleta sobre a Juventus, em Turim
Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, comemora após marcar um gol de bicicleta sobre a Juventus, em Turim - Massimo Pinca/Reuters
São Paulo

Cristiano Ronaldo quebrou mais um recorde na carreira. E ainda eternizou uma obra-prima que arrancou aplausos até da torcida adversária. O português marcou duas vezes —uma de bicicleta— e deu uma assistência na goleada por 3 a 0 que o Real Madrid aplicou sobre a Juventus, nesta terça-feira (3), em Turim, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões. 

O duelo marcou o reencontro entre os finalistas da última edição da competição. Na véspera, o técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, disse que um descuido de 15 minutos no segundo tempo do último jogo, em 3 de junho do ano passado, fez o time perder o título para o Real Madrid com uma goleada por 4 a 1.

Dessa vez, Cristiano Ronaldo precisou de apenas dois minutos para abrir caminho para a nova vitória do Real Madrid sobre os italianos. 

O árbitro mal tinha apitado o início do jogo quando Isco invadiu a área pela esquerda e cruzou rasteiro para o português, que se antecipou à marcação e completou sem chances de defesa para Buffon.

Com o gol, Cristiano Ronaldo se tornou o primeiro jogador da história a marcar em dez jogos consecutivos de Liga dos Campeões. O recorde se iniciou justamente na decisão contra a Juventus, quando o português balançou as redes duas vezes.

Com a atuação diante da Juventus, Cristiano Ronaldo chegou aos 16 gols nesta sequência de partidas. O recorde anterior pertencia ao holandês Ruud van Nistelrooy, que havia marcado em nove jogos seguidos do torneio. 

O autor da assistência, Isco, foi protagonista da principal polêmica do futebol europeu na semana. O meia havia reclamado da falta de oportunidades no Real Madrid depois de marcar três gols na goleada por 6 a 1 que a Espanha aplicou na Argentina, no dia 28 de março. 

Zidane minimizou as declarações na entrevista que concedeu na véspera da partida, argumentando que a seleção espanhola jogava apenas oito vezes ao ano. "Aqui nós jogamos a cada três dias. Tenho 25 atletas muito bons e vou usar todos eles", afirmou. 

A pressão feita por Isco surtiu efeito na disputa por vaga com Bale, que mais uma vez ficou no banco de reservas. O espanhol fez questão de aproveitar a chance como titular e, aos 35 minutos, iniciou a jogada que resultou em um chute na trave de Kroos. 

Cristiano Ronaldo dá uma bicicleta para marcar o segundo gol da vitória por 3 a 0 do Real Madrid sobre a Juventus, em Turim
Cristiano Ronaldo dá uma bicicleta para marcar o segundo gol da vitória por 3 a 0 do Real Madrid sobre a Juventus, em Turim - Real Madrid/Divulgação

PINTURA

A Juventus melhorou e encurralou o Real Madrid no segundo tempo. A pressão durou até os 18 minutos. Buffon conseguiu praticar um milagre ao defender chute de Lucas Vásquez que parecia inalcançável. O rebote do goleiro caiu na lateral direita, onde Carvajal recuperou a bola e fez cruzamento despretensioso para a área.

Em um lance em que qualquer jogador disputaria de cabeça com os zagueiros adversários, Cristiano Ronaldo tomou impulso para trás e emendou uma bicicleta que fez a bola cair no canto esquerdo do estático Buffon. 

O gol deixou o técnico Zidane incrédulo. Câmeras de televisão flagraram o francês esfregando a cabeça enquanto conversava com o banco.

Mais do que impressionar o campeão mundial de 1998, Cristiano Ronaldo fez os torcedores da Juventus se levantarem para aplaudi-lo. O português agradeceu ao gesto logo após comemorar o gol na lateral do campo.

Na sequência, o atacante argentino Dybala cometeu falta sobre Carvajal e foi expulso por receber o segundo cartão amarelo. 

O Real Madrid aproveitou os espaços e, após tabela com Cristiano Ronaldo, o lateral Marcelo invadiu a área para concluir na saída de Buffon, aos 25 minutos.

Cristiano Ronaldo poderia ter marcado o quarto gol do Real Madrid, mas chutou para o alto ao receber cruzamento na frente do gol italiano. 

NA ESPANHA

A goleada obriga a Juventus a ganhar de 4 a 0 do Real Madrid no jogo de volta, marcado para o dia 11 de abril, no Santiago Bernabéu. Se a equipe madrilena balançar as redes, o time italiano poderá se classificar para a semifinal se vencer com uma vantagem de três gols.

O Sevilla, outro time espanhol que jogou nesta terça, perdeu em casa para o Bayern de Munique, por 2 a 1. Sarabia marcou para os mandantes, mas os alemães viraram com gols de Jesús Navas (contra) e Thiago Alcântara.

Nesta quarta (4), o Barcelona receberá a Roma, no Camp Nou. Já os ingleses Liverpool e Manchester City se enfrentam em Anfield. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.