PSG não descarta cirurgia em Daniel Alves, que segue nos planos para a Copa

Lateral sofreu estiramento no ligamento cruzado do joelho e aguarda lista de Tite

Daniel Alves recebe atendimento médico após sofrer uma lesão no joelho direito na final da Copa da França, entre Paris Saint-Germain e o  Les Herbiers
Daniel Alves recebe atendimento médico após sofrer uma lesão no joelho direito na final da Copa da França, entre Paris Saint-Germain e o Les Herbiers - Damien MEYER/AFP
Luiz Cosenzo
São Paulo

Exames realizados nesta quarta-feira (9) constataram um estiramento no ligamento cruzado anterior do joelho direito do lateral Daniel Alves, do Paris Saint-Germain. Segundo comunicado do clube parisiense, não está descartada a necessidade de tratamento cirúrgico.

O jogador se lesionou na última terça (8), durante a vitória por 2 a 0 do PSG sobre o Les Herbiers, pela final da Copa da França. Segundo o clube francês, o jogador precisará passar por um período mínimo de três semanas de tratamento antes de uma reavaliação para confirmar a necessidade de cirurgia.

"Exames realizados nesta terça mostraram a evidência de uma alta desinserção do ligamento cruzado anterior com uma entorse no póstero-externo. Será necessário um mínimo de três semanas de tratamento antes de reavaliar a necessidade de um procedimento cirúrgico", declarou o clube em comunicado.

Antes a assessoria de imprensa do jogador divulgou comunicado em que não constava o trecho da nota que dizia que o clube francês considerava a possibilidade de tratamento cirúrgico.

Como o joelho do jogador ainda está inchado, os médicos não têm certeza da gravidade da contusão. Isso só será esclarecido após a realização do novo exame. Até lá, o jogador fará sessões de fisioterapia.

Se o tratamento cirúrgico não for necessário, ele estará liberado para retornar aos gramados antes da estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia, no dia 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov-do-Don. Com isso a decisão de chamá-lo está nas mãos do técnico Tite, que anunciará a lista de convocados para o Mundial na próxima segunda-feira (14). 

Por ser um dos homens de confiança do treinador e titular da seleção brasileira, é provável que ele seja convocado mesmo com situação clínica indefinida. Pelas regras da Fifa, a comissão técnica da seleção pode realizar cortes por causa de lesões e trocar convocados para o Mundial até 24 horas antes da estreia da equipe na competição.

Daniel Alves deixou o campo na final da Copa da França, realizada nesta terça-feira, aos 41 minutos da etapa final. Após a partida, o médico da seleção brasileira, Rodrigo ​Lasmar, procurou entrar em contato com o PSG para ter mais informações da gravidade da contusão.

Ele já estava com viagem marcada nesta quarta para Paris, onde se encontraria com Neymar para avaliar a evolução do tratamento do jogador. Agora, aproveitará a viagem para monitorar o caso de Daniel Alves. Ele deverá conversar com o jogador e com médicos da equipe francesa.

Daniel Alves é titular absoluto do técnico Tite para a lateral-direita da seleção. Aos 35 anos, o jogador já disputou as Copas de 2010, na África do Sul, e 2014, no Brasil.

A vaga de reserva imediato de Daniel Alves na equipe vem sendo disputada entre Fagner, do Corinthians, e Danilo, do Manchester City.

Após a convocação da próxima segunda-feira, os atletas irão se apresentar para o início dos treinos uma semana depois, em Teresópolis, de 21 a 28. Se for convocado, Daniel Alves não participará desta fase de treinamentos.

Erramos: o texto foi alterado

Diferentemente do informado anteriormente neste texto, a lesão de Daniel Alves foi no ligamento cruzado do joelho direito e não no ligamento lateral

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.