CBF confirma Daniel Alves fora na Copa do Mundo por lesão

Em nota, confederação diz que jogador precisará de tratamento cirúrgico

São Paulo
 

Daniel Alves está fora da Copa do Mundo. Após exame médico realizado em Paris nesta sexta (11), a CBF concluiu que o lateral direito não vai se recuperar de lesão no joelho direito a tempo de disputar o Mundial na Rússia.

A confederação divulgou nota em seu site oficial dizendo que o jogador precisará passar por uma cirurgia.

"A comissão técnica da seleção brasileira sente pelo ocorrido e deseja a Daniel Alves uma pronta recuperação para que sua técnica, raça e liderança estejam de volta ao serviço da Amarelinha o mais breve possível", afirma o comunicado.

Pouco depois, o médico Rodrigo Lasmar deu entrevista em Paris e disse que o jogador aceitou o corte.

"A recuperação da cirurgia vai durar em torno de seis meses. Ele ficou chateado, mas tem equilíbrio e a condição emocional muito forte. Ele virou a página e disse que não queria ninguém triste. Já queria saber qual o procedimento para voltar a jogar em alto rendimento", disse Lasmar.

 

O Paris Saint-Germain (FRA), clube do jogador, e o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, queriam esperar um período de três semanas para decidir se Alves poderia ir ao torneio ou não. Após este tempo, nova avaliação determinaria a necessidade de cirurgia. 

"Durante alguns momentos ele deu uma lacrimejada. Ele falou que não queria que o pessoal ficasse melancólico. Não perdemos só o Daniel Alves jogador para a Copa do Mundo, mas também um grande homem", declarou o coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar.

Após avaliação desta sexta, no entanto, Lasmar considerou que a cirurgia seria necessária, o que inviabiliza sua convocação. Tite vai apresentar a lista para o Mundial nesta segunda (14). 

Para discutir a situação do lateral, Lasmar e Edu Gaspar, coordenador de seleções, viajaram para Paris para conversar com Alves e médicos do PSG.

 

O atleta sofreu uma lesão no ligamento do joelho na final da Copa da França, contra o Les Herbiers, na última terça (8). Foi constatado que o ligamento se desprendeu de um osso. 

Daniel Alves é o jogador mais rodado da seleção. Ele é o único no grupo de prováveis convocados que ultrapassou a histórica marca de cem partidas —já são 108 jogos pelo Brasil.

Aos 35 anos, Daniel Alves teria na Copa da Rússia provavelmente seu último torneio pela seleção.

Alves é titular absoluto de Tite. Das dez convocações feitas pelo treinador, foi chamado em oito oportunidades.

Só Philippe Coutinho, Willian, Paulinho e Renato Augusto foram mais assíduos na lista do técnico. Eles ficaram fora apenas uma vez.

Tite ainda não tem um substituto imediato para a vaga.

Fagner, do Corinthians, é o preferido do técnico. Mas o paulista de 28 anos está também em situação física delicada. Ele se recupera de uma contusão na coxa direita e deve voltar a treinar somente no final do mês de maio. A estimativa de Joaquim Grava, médico do Corinthians, é que ele vai voltar com bola no próximo dia 21.

O jogador tem quatro partidas pela seleção e não fez gol.

Danilo, do Manchester City, é outra opção. Apesar de ter vestido a camisa da seleção 16 vezes, o mineiro de 26 anos teve pouco contato com Tite. Ele só foi titular em um amistoso contra o Japão, vencido pelo Brasil.

Rafinha, do Bayern de Munique, é o azarão. Embora tenha muita experiência internacional, não tem muitos jogos pela seleção. Com Tite, atuou na goleada por 4 a 0 sobre a Austrália, em junho. 

 

Confira a nota da CBF na íntegra:

Na última quinta-feira (10), o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, e o coordenador, Edu Gaspar, desembarcaram em Paris para um acompanhamento aprofundado da situação médica ocorrida na final da Copa da França com o lateral direito do Paris Saint-Germain, Daniel Alves.

Como vem ocorrendo desde o início do trabalho, a comissão técnica criou uma importante relação com as equipes do Brasil e do exterior, o que permite acompanhamentos técnicos, físicos e clínicos 'in loco', além da participação na tomada de decisões.

Seguindo essa linha de trabalho em conjunto, foram realizados exames complementares minuciosos e confirmado o diagnóstico inicial de lesão do ligamento cruzado anterior, com necessidade de tratamento cirúrgico.

Esgotadas todas as alternativas de recuperação dentro do prazo, constatou-se a impossibilidade da convocação de Daniel Alves para o período de preparação, amistosos e, consequentemente, para a Copa do Mundo.

A comissão técnica da Seleção Brasileira sente pelo ocorrido e deseja a Daniel Alves uma pronta recuperação para que sua técnica, raça e liderança estejam de volta ao serviço da Amarelinha o mais breve possível.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.