Descrição de chapéu Copa do Mundo

Brasil chega à última rodada na situação mais complicada em 40 anos

Seleção precisa empatar a Sérvia para garantir acesso às oitavas de final da Copa

Raphael Hernandes
São Paulo

Mesmo com a vitória sobre a Costa Rica na manhã desta sexta-feira (22), o Brasil entrará na última rodada da fase de grupos ainda sem a classificação confirmada. Isso aconteceu também em 2014, mas com situação um pouco mais favorável à seleção brasileira, que enfrentaria um time já desclassificado. Antes disso, apenas em 1978.

Na Rússia, a seleção chegou a quatro pontos e lidera o grupo E. Suíça tem o mesmo número de pontos, mas está atrás no saldo. Sérvia vem logo atrás com três. Costa Rica não pontuou e já está eliminada.

Assim, o Brasil precisa de um empate contra a Sérvia na última rodada, na próxima quarta-feira (27), para garantir a classificação às oitavas de final da Copa.

Em 2014, o Brasil teve um de seus piores começos de Copa do Mundo. Assim como nesta edição do Mundial, a equipe chegou à última rodada da fase de grupos com uma vitória e um empate.

Na Copa realizada no Brasil, a seleção nacional terminou a segunda rodada da fase inicial liderando o Grupo A, com quatro pontos. México vinha em segundo, com a mesma pontuação, mas atrás no saldo. Croácia, com três, e Camarões, zerado, fechavam o grupo. 

A situação era parecida com a atual, mas a seleção brasileira enfrentaria uma seleção já desclassificada na última rodada.

Para se garantir, o país precisava só de um empate e com uma derrota ainda teria chances de classificação.

México e Croácia se enfrentariam na última rodada e, em caso de derrota brasileira, um empate nessa partida tiraria a equipe dona da casa da zona de classificação. 

Se os mexicanos vencessem, o Brasil estaria classificado para a segunda fase mesmo que derrotado. Numa vitória croata, decidiria a classificação com o México no saldo de gols se também perdesse a partida.

Agora, se o Brasil perder, a Sérvia estará classificada e a vaga será disputada com a Suíça, que enfrenta a eliminada Costa Rica. 

1978

Em 1978, após duas rodadas, a seleção tinha dois pontos (dois empates) e era a segunda colocada no grupo 3. A Áustria, última adversária do Brasil, liderava com quatro pontos. Espanha e Suécia vinham logo atrás com um ponto.

Naquela época (e assim foi até 1990), uma vitória na fase de grupos rendia dois pontos, e não três, como é hoje. Então, se o Brasil perdesse para a Áustria, poderia ser ultrapassado pelo vencedor do duelo entre Espanha e Suécia, e ficaria fora da zona de classificação.

No final, a seleção venceu a partida e se classificou em primeiro, com os austríacos em segundo. O Brasil terminou a Copa de 1978 na terceira colocação. A Argentina, dona da casa, foi campeã.

 ​

Erramos: o texto foi alterado

Diferente do informado em versão anterior deste texto, esta não é a primeira vez em 40 anos que a seleção chega à última rodada da fase de grupos da Copa sem garantir a classificação. No encerramento da primeira fase de 2014, havia ainda possibilidade de desclassificação com uma combinação de resultados.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.