Descrição de chapéu Copa do Mundo DeltaFolha

Finalistas, França prioriza toque, e Croácia faz aposta nos cruzamentos

Croatas dependem de passes de Modric, e franceses, dos chutes de Griezmann

Fábio Takahashi Daniel Mariani
São Paulo

A Croácia vai mais por cruzamentos e depende de um passe do meia Modric. A França busca mais os toques de bola e espera uma finalização do atacante Griezmann.

A Folha analisou como nasceram as 99 finalizações da Croácia e as 74 dos franceses no torneio. Os dados brutos são da empresa Opta.

Se mantido o padrão visto até agora, os croatas vão neste domingo (15) cruzar mais a bola na área do que a França.

Até aqui, eles fizeram essa jogada em 10% dos seus passes ofensivos, quase o dobro que os franceses praticaram.

O francês Griezmann e o croata Modric, destaques das seleções finalistas do Mundial
O francês Griezmann e o croata Modric, destaques das seleções finalistas do Mundial - Pierre-Philippe Marcou e Gabriel Bouys/AFP

Foi assim que a Croácia marcou o primeiro dos dois gols na semifinal contra a Inglaterra. Em lançamento do lado direito, Perisic passou à frente do zagueiro inglês na área e desviou para redes. A França deve tocar mais a bola antes de conseguir uma finalização. Eles dão em média nove passes antes da conclusão ou da chegada à área rival. Os croatas, sete.

A estratégia francesa ficou clara quando perdiam por 2 a 1 dos argentinos, nas oitavas de final, em Kazan.

Mesmo atrás no placar, os europeus tiveram paciência para trocar 16 passes antes da finalização do lateral Pavard, que empatou o jogo.

A França depende um pouco mais de bolas paradas para chegar a uma finalização (30% das conclusões foram assim, ante 26% da Croácia).

Em finalização de cabeça, as duas equipes estão parelhas na competição (15% das finalizações da Croácia foram assim, ante 13% para a França).

Se considerada a importância de cada jogador para sua equipe, fica nítido que os croatas dependem muito de o meia Modric estar num bom dia.

Ele deu o passe para 20% de todas as finalizações da sua equipe até agora. O segundo foi o também meio-campista Rakitic, com 12%.

O passador mais importante para a França foi o atacante Mbappé, responsável por 17% dos passes que resultaram em conclusão francesa.

 

Um fator que pode atrapalhar Modric na final é o cansaço. O meia é o jogador que mais correu na Copa do Mundo até agora. São 63 km.

Dos 15 atletas que mais correram até agora no Mundial na Rússia, 5 são croatas e apenas 1 é francês (o volante Kante, com 62,6 km).Logo após a vitória contra a Inglaterra, pelas semifinais, Modric comentou sobre a maratona até então.

"Disseram que íamos para o jogo como mortos-vivos. É Copa, não tem o que falar de cansaço", afirmou.

Do lado francês, o grande destaque individual ofensivo é o atacante Griezmann. Ele é responsável por 27% das finalizações da França. Marcou três gols. É o artilheiro do time, ao lado de Mbappé.

O segundo em finalizações na equipe é Giroud, com 18% (e nenhum gol na Copa).

Pela Croácia, os maiores finalizadores são Perisic (20%), Rakitic e Rebic (12% cada).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.