Tenista Bruno Soares conquista 29º título de duplas em Cincinnati

Mineiro e britânico Jamie Murray vencem juntos pela primeira vez um torneio Masters 1000

Bruno Soares (à esq.) e Jamie Murray conquistam primeiro Masters 1000 juntos
Bruno Soares (à esq.) e Jamie Murray conquistam primeiro Masters 1000 juntos - Nick Wass - 5.ago.2018/Associated Press
São Paulo

O tenista mineiro Bruno Soares venceu seu 29º título de duplas no circuito da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) neste domingo (19), ao conquistar o Masters 1000 de Cincinnati ao lado do britânico Jamie Murray.

Soares e Murray derrotaram os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets 1, parciais de 4/6, 6/3 e 10-6 (o último set nas duplas é disputado em um tiebreak que vai até 10 pontos). Este foi o primeiro troféu da dupla em um Masters 1000, a categoria de torneios mais importante depois dos quatro Grand Slams.

No entanto, Soares e Murray já venceram dois Grand Slams, ambos em 2016: o Aberto da Austrália e o Aberto dos EUA. O mineiro e o britânico, irmão mais velho do ex-número 1 do mundo Andy Murray, já haviam vencido oito troféus juntos antes de Cincinnati.

Em 2018, a dupla havia sido campeã em dois torneios da categoria ATP 500 (logo abaixo dos Masters 1000), em Acapulco, no México, e em Washington, nos EUA.

O mineiro de 36 anos é o segundo maior vencedor de títulos do tênis masculino brasileiro, atrás apenas do conterrâneo e ex-parceiro Marcelo Melo, que já venceu 30 troféus nas duplas. 

Soares e Murray formam uma das duplas candidatas ao título do Aberto dos EUA, que começa em 27 de agosto. Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, que já lideraram o ranking da ATP e venceram Wimbledon em 2017, também estão entre os favoritos no quarto e último Slam da temporada.

"A expectativa (para o Aberto dos EUA) é sempre alta. No nível em que a gente está, em todo torneio em que a gente entra sabemos que temos condições de ganhar. Obviamente, vindo de três semanas como essas (dois títulos), a confiança vem em cima também. Mas chegando lá, todo mundo está na primeira rodada, é Grand Slam, torneio duríssimo. É clichê, mas é verdade. A expectativa é positiva, mas tem que chegar lá e fazer o trabalho", afirmou Soares.

A final de simples de Cincinnati será realizada às 17h (horário de Brasília) do domingo, entre o sérvio Novak Djokovic e o suíço Roger Federer.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.