Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro

Atlético-MG pode ser punido por cantos homofóbicos em clássico

Coro da torcida atleticana citava o candidato à presidência Jair Bolsonaro

Bruno Rodrigues
São Paulo

O Atlético-MG poderá ser punido pelos cânticos homofóbicos de parte de sua torcida no clássico contra o Cruzeiro, disputado neste domingo (16), pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, e que terminou empatado em 0 a 0.

"Ô cruzeirense, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar veado", cantaram alguns atleticanos nas arquibancadas do Mineirão, citando o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Torcida no Atlético-MG no Mineirão durante o clássico contra o Cruzeiro, neste domingo (16)
Torcida no Atlético-MG no Mineirão durante o clássico contra o Cruzeiro, neste domingo (16) - Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação

Não há no CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) nenhum artigo que determine punição por homofobia. A palavra "homofobia", inclusive, nem é citada nas 301 páginas do código.

Contudo, a Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) estuda solicitar a abertura de um inquérito para avaliar uma punição ao clube mineiro. Com base em casos similares que a entidade investigou recentemente, a punição seria incluída no artigo 243-G do CBJD, que pune atos discriminatórios.

"Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência", diz o artigo.

No parágrafo 2º do 243-G, o código informa que "a pena de multa prevista neste artigo poderá ser aplicada à entidade de prática desportiva cuja torcida praticar os atos discriminatórios nele tipificados, e os torcedores identificados ficarão proibidos de ingressar na respectiva praça esportiva pelo prazo mínimo de setecentos e vinte dias."

A pena prevista varia de cinco a dez partidas, se praticada por atleta, treinador, médico ou membro da comissão técnica, além de suspensão por 120 a 360 dias, se praticada por outra pessoa submetida ao CBJD. Também há multa que pode variar de R$ 100 a R$ 100 mil.

O Atlético-MG se manifestou nesta segunda-feira (17) com uma publicação em seu Twitter repudiando os cantos homofóbicos de sua torcida no clássico.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.