Descrição de chapéu Velocidade

Hamilton chega a terço final da F-1 com maior vantagem sobre Vettel

Inglês vence GP de Monza em corrida polêmica, que teve batida entre os líderes

São Paulo

O inglês Lewis Hamilton entrará no último terço da temporada da F-1 com uma expressiva vantagem de 30 pontos na liderança, após vencer o GP de Monza, na Itália, neste domingo (2).

Faltam sete etapas para o final do campeonato, que serão realizadas em Singapura, na Rússia, no Japão, nos Estados Unidos, no México, no Brasil e em Abu Dhabi. A última prova está marcada para 25 de novembro.

Hamilton celebra perto de bandeiras da Ferrari no GP de Monza
Hamilton celebra perto de bandeiras da Ferrari no GP de Monza - Antonio Calanni/Associated Press

Com a vitória na Itália, o inglês chegou aos 256 pontos no campeonato, contra 226 de Sebastian Vettel. Essa é a maior vantagem que um dos dois concorrentes ao título de 2018 abre nesta temporada.

O fim de semana em Monza caminhava para uma festa caseira da Ferrari, com Kimi Raikkonen e Vettel largando nas duas primeiras posições. Hamilton, porém, ultrapassou o alemão no início da prova e os dois carros se tocaram.

Vettel caiu para a última colocação, mas se recuperou e conseguiu terminar em quarto, evitando que Hamilton disparasse ainda mais na ponta.

A Mercedes tirou Raikkonen da liderança ao simular uma movimentação nos seus boxes. A Ferrari caiu na estratégia e chamou o finlandês, que perdeu a ponta na corrida. Hamilton parou após 28 voltas e retornou ainda atrás de Valtteri Bottas e de Raikonnen.

Bottas segurou o ritmo do piloto da Ferrari e facilitou a aproximação de Hamilton, seu companheiro de Mercedes, antes de fazer seu pitstop.

Hamilton enfim ultrapassou Raikkonen na 45ª volta da prova e assegurou sua sexta vitória em 2018.

Na cerimônia de premiação do GP italiano, fãs da Ferrari insultaram Hamilton pela colisão com Vettel. Em seu perfil no Instagram, o piloto da Mercedes disse que estava no "ninho de cobras". Vettel insinuou que Hamilton provocou a batida em seu carro.

"Lewis obviamente viu um pequeno espaço do lado de fora. Mas ele não deixou nenhum espaço e não tive outra escolha senão ir por dentro ele e ter o contato. Tentei sair, mas não consegui. Infelizmente fui o único que rodou, o que foi um pouco irônico. Mas foi dessa forma", afirmou o piloto alemão.

Destaque do fim de semana, Raikkonen não teve seu contrato renovado com a Ferrari. O veterano será substituído pelo monegasco Charles Leclerc, de 20 anos.

Confira os 10 primeiros na classificação da temporada:

  1. Lewis Hamilton - (GBR) - Mercedes - 256 pontos
  2. Sebastian Vettel (ALE) - Ferrari - 226 pontos
  3. Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari - 164 pontos
  4. Valtteri Bottas (FIN) - Mercedes - 159 pontos
  5. Max Verstappen (HOL) - Red  Bull - 130 pontos
  6. Daniel Ricciardo (AUS) - Red Bull - 118 pontos
  7. Nico Hulkenberg (ALE) - Renault - 52 pontos
  8. Kevin Magnussen (DIN) - Haas - 49 pontos
  9. Sergio Perez (MEX) - Racing Point - 44 pontos
  10. Fernando Alonso (ESP) - McLaren -  44 pontos

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.