Richarlison e Arthur se destacam em goleada do Brasil sobre El Salvador

Atacante do Everton marcou dois gols na vitória por 5 a 0

Neymar (esq.) e Richarlison fazem coreografia após gol da seleção brasileira sobre El Salvador - Patrick Semansky/AP Photo
Júlia Zaremba Luiz Cosenzo
Washington e São Paulo

O atacante Richarlison, 21, e o meio-campista Arthur, 22, aproveitaram a oportunidade e se destacaram na vitória da seleção brasileira sobre El Salvador por 5 a 0, nesta terça-feira (12), em Washington. O amistoso foi o segundo da equipe no ciclo para a Copa do Mundo de 2022 —na sexta, venceu os Estados Unidos por 2 a 0. 

Revelado pelo América-MG e com passagens por Fluminense e Watford (ING), o atacante do Everton (ING) foi uma das seis novidades em relação ao jogo anterior. Richarlison mostrou boa movimentação em direção à meta adversária e confirmou o que Tite havia dito na véspera: que ele tem cheiro de gol.

Após o amistoso, o técnico disse que Richarlison "tem sido monitorado": "Ele agrada pelo perfil, pela dedicação e pela personalidade. E sabe fazer gol." 

As características foram apresentadas ao torcedor em 15 minutos. No primeiro lance da partida, ele recebeu lançamento de Neymar e invadiu a área. Antes de fazer o corte, foi desarmado por Domínguez e o árbitro marcou pênalti, convertido pelo camisa 10.

O atacante mostrou o faro de gol pouco depois e teve a participação novamente de Neymar, que arrancou com a bola pelo meio e abriu para o jogador bater de primeira, com a perna direita, e acertar o ângulo do goleiro Henry. 

Ele deixou sua marca outra vez no segundo tempo, quando Coutinho foi desarmado na grande área e o atacante finalizou de esquerda no canto.

Os dois gols de Richarlison, chamado por Tite após a lesão de Pedro, do Fluminense, fazem a disputa por posição esquentar. No amistoso anterior, Firmino havia marcado um gol. Ele já vinha de um bom desempenho na Copa do Mundo. Titular no Mundial, Gabriel Jesus não foi convocado para os amistosos nos EUA.

Antes de Richarlison marcar o quarto gol da seleção, Coutinho havia feito o terceiro, na etapa inicial. O zagueiro Marquinhos completou o placar no fim do confronto. 

Se o jogador do Everton mostrou o que se espera de um atacante, Arthur teve atuação que o credencia a virar titular no meio-campo neste novo ciclo. Ele controlou o ritmo, ajudou na saída de bola com passes precisos e foi outro destaque entre os novatos.

DESEMPENHO

Após o amistoso, Tite afirmou que ficou feliz com “a retomada de uma equipe que é alegre e agressiva para jogar” e “toma iniciativa independentemente do nível técnico.”

Questionado sobre a qualidade dos adversários, disse que o Brasil tem "a responsabilidade de jogar bem contra el Salvador, Honduras, França ou Bélgica e imprimir uma ideia de futebol."

Neymar, capitão do time, afirmou que “a seleção sai de cabeça erguida e mais aliviada” após vencer os dois jogos nos Estados Unidos —o último foi em Nova York, contra os americanos, na sexta (7). “E vamos trabalhando, seguindo firmes”, disse.

O atacante também contou que ficou feliz de ter jogado a partida inteira —Tite havia afirmado na véspera que o craque só jogaria uma parte do jogo.

NOVIDADES

Com a fragilidade do adversário, que ocupa a 72ª posição no ranking da Fifa, o goleiro Neto, o zagueiro Dedé e os laterais Militão e Alex Sandro foram pouco exigidos.

No segundo tempo, Tite fez seis alterações. Ele colocou o zagueiro Felipe, os meias Andreas Pereira e Lucas Paquetá e o atacante Everton, que estrearam pela seleção. As outras mudanças foram as entradas de Willian e Douglas Costa, remanescentes da Copa.

O estreante Lucas Paquetá disse que se sentiu muito à vontade durante a partida. “Agora é descansar e, quando chegar ao Flamengo, ver o que será decidido”, afirmou, referindo-se à participação na partida contra o Corinthians dentro da Copa do Brasil.

O zagueiro Dedé também tem jogo marcado para amanhã. Seu time, Cruzeiro, jogará contra o Palmeiras. "Falar como eu vou chegar amanhã lá vai ser difícil", disse. "O que tiver que fazer no avião pra recuperar vou fazer. Espero estar 100%."

Ele descreveu a participação no time titular como "um momento muito especial de aprendizado". "Espero ter mais momentos assim", disse.

A seleção voltará a campo em outubro, quando enfrentará Arábia Saudita e Argentina em amistosos nos dias 12 e 16, respectivamente.
 

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.