PSG tenta evitar maior fracasso na Champions desde que se tornou rico

Contra Liverpool, clube corre risco de ser eliminado ainda na fase de grupos do torneio

S√£o Paulo

Esta quarta (28) pode ser tr√°gica para o Paris Saint-Germain (FRA), que corre o risco ser eliminado precocemente da Champions League se perder para o Liverpool (ING).

A equipe de Neymar, atualmente no terceiro lugar do grupo C, recebe o l√≠der, √†s 18h (hor√°rio de Bras√≠lia) no est√°dio Parc des Princes (Paris). Ao mesmo tempo e pelo mesmo grupo se enfrentam segundo e quarto colocados, respectivamente Napoli, da It√°lia, e Estrela Vermelha, da S√©rvia.

Mesmo com cinco pontos e apenas um atrás dos ingleses, o PSG pode ser eliminado caso seja derrotado e o vice-líder vença o lanterna.

Neymar comemora gol pelo PSG
Neymar comemora gol pelo PSG. - FRANCK FIFE/AFP

Isso porque tanto o Liverpool quanto os napolitanos tem seis pontos, fazendo com que uma vitória da dupla torne-a inalcançáveis faltando apenas uma rodada para o fim da fase de grupos.

Este seria o s√©timo fracasso intercontinental seguido da equipe francesa desde que o empres√°rio Nasser Al-Khelaifi assumiu sua presid√™ncia, em maio de 2011, ap√≥s o clube ter sido comprado por um fundo de investimentos ‚Äďdo qual ele mesmo √© CEO ‚Äď ligado √† fam√≠lia real do Qatar.

Khelaifi nunca negou que seu desejo pela Champions League. Em 2012, por exemplo, ele colocava o torneio como um objetivo de longo prazo. ‚ÄúClaro que queremos vencer a Champions League um dia, mas somos realistas, isso leva tempo‚ÄĚ, disse em entrevista para a ag√™ncia Reuters.

E o tempo passou. ‚Äú√Č necess√°rio vencer a Champions League nos pr√≥ximos quatro anos‚ÄĚ, definiu em 2014 ao jornal L‚ÄôEquipe. Tal prazo se esgotou ap√≥s a elimina√ß√£o para o Real Madrid nas oitavas de final, em mar√ßo deste ano.

Por√©m, mesmo n√£o tendo alcan√ßado o objetivo maior de seu presidente e de seus acionistas, nunca o resultado em campo foi t√£o ruim como pode ser agora.

Na temporada 2011/2012, primeira sob o comando de Khelaifi, o time n√£o estava classificado para a Champions League ‚Äďconseguiu a vaga para a edi√ß√£o seguinte com o segundo lugar no Campeonato Franc√™s.

Desde então, caiu diante do Barcelona nas quartas de final, Chelsea também nas quartas, novamente o Barcelona na mesma fase, Machester City outra vez antes da semifinal, Barcelona (desta vez nas oitavas) e, finalmente o Real.

Foram sete t√≠tulos nacionais seguidos neste mesmo per√≠odo, al√©m de diversas contrata√ß√Ķes de destaque, como David Beckham, Lucas Moura, Zlatan Ibrahimovic, Kylian Mbapp√© e Neymar. Nada disso fez com que o PSG alcan√ßasse o t√£o sonhado topo da maior competi√ß√£o de clubes do planeta.

A favor do time de Paris conta o fato de qualquer trope√ßo do Napoli manter o PSG vivo mesmo em caso de derrota em casa para o Liverpool. Isso porque ingleses e italianos se enfrentam na √ļltima rodada.

Al√©m disso, a miss√£o do vice-l√≠der pode n√£o ser t√£o f√°cil quanto parece, j√° que o advers√°rio, o Estrela Vermelha, entrou na quinta rodada como melhor lanterna da competi√ß√£o.

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.