Descrição de chapéu Futebol Internacional

Sul-Americana faz Athletico-PR subir 25 posições no Ranking Folha mundial

Time paranaense conquistou seu primeiro título internacional neste ano

São Paulo

​​O título da Copa Sul-Americana fez o Athletico-PR disparar no Ranking Folha do futebol mundial. Com seu primeiro troféu internacional, a equipe subiu 25 posições e chegou ao 87º lugar.

Vice-campeão da Libertadores em 2005, o time ocupava a 112ª posição no ano passado, com 40 pontos. Com os 20 ganhos pela conquista do troféu da Sul-Americana, o time chegou a 60, empatando com Roma, da Itália, e Bayer Leverkusen, da Alemanha.

Raphael Veiga levanta o troféu de campeão da Copa Sul-Americana
Raphael Veiga levanta o troféu de campeão da Copa Sul-Americana - Andre Penner - 13.dez.18/Associated Press

Entre os times brasileiros, o Athletico foi o que mais fez pontos no ranking nesta temporada. Além dele, só o Grêmio, campeão da Recopa Sul-Americana sobre o Independiente, pontuou. O time gaúcho, porém, não ganhou posições e permanece no 19º lugar.

O São Paulo, melhor brasileiro na lista, perdeu a nona posição para o Liverpool, vice-campeão da Champions.

Melhor sul-americano, o Boca Juniors ultrapassou o Barcelona e assumiu a terceira colocação com o vice-campeonato da Libertadores.

Campeão do torneio continental, o River Plate somou 70 pontos e ganhou duas posições no ranking, ultrapassando o Nacional, do Uruguai, e a Inter de Milão, da Itália.

A eliminação nas semifinais do Mundial de Clubes, porém, impediu o time argentino de subir ainda mais na classificação. Acabou na 12ª posição.

Carrasco do River, o Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, por sua vez, ganhou 75 posições no ranking com o vice-campeonato mundial, e chegou ao top 100. O time é o 63º da lista.

Já o Real Madrid, campeão da Champions e do Mundial, foi o maior pontuador deste ano, se isolando ainda mais na ponta, com 620 pontos de vantagem para o Milan, segundo. 

Sete times estreiam no ranking Folha mundial neste ano: Junior Barranquilla (Colômbia), Persepolis (Irã), Toronto FC (Canadá), Herediano (Costa Rica), Altyn Asyr (Turcomenistão), Montagua (Honduras) e Lautoka (Fiji).

Pontuação do Ranking Folha do futebol mundial ​

Campeonato Campeão Vice
Mundial de Clubes 80 50
Torneios Intercontinentais 60
Champions League / Libertadores 70 40
Recopa / Copa da Uefa / Liga Europa / Supercopa / Copa Mercosul / Copa Conmebol / Copa Sul-Americana / Torneio Sul-Americano (1948) 20 10
Copa dos Campeões da África, Ásia e Concacaf 15 8
Recopa de África, Ásia e Concacaf (inclui Giants Cup) / Intertoto (de 1962 a 1967) / Copa Merconorte / Inter Fairs / Copa CAF / Copa das Confederações 10 5
Supercopa da Europa / Recopa Sul-Americana 10
Copa dos Campeões da Oceania (1987 a 2005) / Copa AFC 7 3
Copa Inter-Americana / Copa Afro-Asiática / Supercopa de África e Ásia 5
Copa dos Campeões da Oceania (desde 2006) / Recopa da Oceania 4 2
Copa dos Presidentes 2 1

Perguntas e respostas sobre o Ranking Folha

Desde quando o Ranking Folha de futebol é feito?
primeira edição do ranking nacional é de 1996. Desde então, a lista passou por modificações, correções e revisões. A última grande revisão aconteceu em 2010. O ranking mundial começou a ser publicado em 2002 e segue as mesmas diretrizes da lista nacional.

Quem entra no Ranking Folha?
No ranking nacional só aparecem times que somaram pontos (foram campeão ou vice) em competições nacionais ou internacinoais. No ranking mundial, apenas aqueles que pontuaram em torneios internacionais.

Quais são os torneios considerados?
Para entrar no ranking, um torneio precisa ter grande representatividade, cunho oficial e seqüência. Assim, campeonatos disputados só uma vez e sem perspectiva de novas edições, como os supercampeonatos realizados em alguns estados em 2002, são desconsiderados. Também não rendem pontos para o ranking torneios como Copa Rio, Copa Suruga, Supercopa do Brasil e Florida Cup, entre outros.

Por que os Estaduais de Rio e São Paulo valem mais?
Rio e São Paulo possuem os dois mais tradicionais e fortes campeonatos estaduais do país, por isso, rendem mais pontos no ranking. Na sequência, estão os estaduais de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, que também contam com equipes de grande destaque no cenário nacional. Há ainda um terceiro nível em que estão os estaduais com times que frequentemente estão na elite do futebol brasileiro e, por último, campeonatos de estados com menor tradição no cenário do futebol nacional.

Por que o Brasileiro de 1987 é contabilizado tanto para o Flamengo quanto para o Sport?
O ranking tenta levar em conta tanto o aspecto oficial quanto o aspecto técnico dos campeonatos considerados. Pelo aspecto oficial, como já decidido pelo STF, o campeão é o Sport. Porém, pelo aspecto técnico, é inegável o mérito do Flamengo como campeão do Módulo Verde, que reunia os principais times do país. Por isso, ambos são considerados.

Por que torneios disputados por apenas dois clubes, como a Recopa Sul-Americana, não dão pontos ao vice?
Toda equipe que participa de um torneio como esse já foi bonificada, já que reúne vencedores de competições prévias. Não seria lógico ter um time pontuando onde só fracassou. 

Por que o título paulista do São Paulo da Floresta não é computado para o São Paulo?
São consideradas as conquistas a partir da última fundação dos clubes. Em caso de fusões, como a do Paraná, não valem as conquistas dos times que deram origem à nova equipe.

Campeonatos de segunda divisão valem pontos?
Não. O ranking tem como meta premiar a excelência, e campeonatos de divisões inferiores têm como maior função distribuir vagas para a divisão de elite.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.