Buscas por jogador argentino recomeçam após campanha arrecadar R$ 1 milhão

O avião que levava Sala desapareceu na região do Canal da Mancha

São Paulo | UOL

Depois das autoridades britânicas encerrarem as buscas pelo avião em que Emiliano Sala viajava, um fundo de arrecadação foi criado e o valor necessário para a retomada dos trabalhos foi obtido em menos de 24 horas. Neste período, houve 2,8 mil doações que totalizaram 234 mil euros (R$ 1 milhão). 

O pai do atleta, que se disse desesperado com a situação, havia implorado para as buscas continuarem. Com a quantia, foi possível enviar dois navios para a área em que ocorreu o último contato do avião com os controladores de voo. O atacante argentino viajava na segunda-feira (21) num monomotor que desapareceu sobre o Canal da Mancha, parte do Oceano Atlântico que separa a França da Inglaterra.

O mau tempo é apontado como uma das possíveis causas do provável acidente. A previsão do tempo para o Canal da Mancha nos próximos dias é de mar revolto e a ampliação das buscas depende da melhora das condições climáticas.

Emiliano Sala durante partida do Nantes pelo Campeonato Francês
Emiliano Sala durante partida do Nantes pelo Campeonato Francês - Stephane Mahe-18.mar.17/REUTERS

O site onde o fundo de arrecadação foi montado é o gofundme.com e os organizadores explicaram que tomaram a medida depois que os trabalhos oficiais foram interrompidos. Emiliano Sala foi destaque do Nantes, clube da França, na atual temporada e se tornou a contratação mais cara do Cardiff, clube do País de Gales. O desaparecimento comoveu torcedores e atletas ao redor do mundo. O chefe da missão de resgate, John Fitzgerald, disse que não havia esperanças de o jogador ter sobrevivido. Além dele, o piloto Dave Ibbotson estava na aeronave.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.