Descrição de chapéu Campeonato Paulista

Finalistas em 2018, Palmeiras e Corinthians começam Paulista com empate

Ainda sem todos os reforços disponíveis, equipes iniciam estadual com dificuldades

São Paulo

O torcedor palmeirense viu em campo, neste domingo (20), apenas uma cara nova em relação ao time de 2018: Felipe Pires, 23. O atacante entrou na segunda etapa, no lugar de Gustavo Scarpa e teve uma boa atuação, mas não conseguiu evitar o empate em 1 a 1 com o Red Bull Brasil pelo Campeonato Paulista.

Pires saiu na frente dos outros cinco reforços do clube na temporada por uma vaga no time do atual campeão brasileiro. Zé Rafael ficou no banco, enquanto Ricardo Goulart, Matheus Fernandes, Arthur Cabral e Carlos Eduardo não foram relacionados.

Principal reforço do elenco, Goulart ainda se recupera de uma artroscopia no joelho direito, feita quando ainda atuava na China. Sua recuperação tem sido mais rápida que o esperado e há a possibilidade de que ele esteja apto a jogar já no final de fevereiro.

Zagueiro Henrique, do Corinthians, comemora gol marcado no último minuto de partida contra o São Caetano
Zagueiro Henrique, do Corinthians, comemora gol marcado no último minuto de partida contra o São Caetano - Rodrigo Coca/Agência Corinthians / Divulgacao

Outra importante mudança promovida pelo técnico Luiz Felipe Scolari com relação aos 11 titulares do ano passado foi a entrada de Scarpa, antes reserva de Lucas Lima, mas que na última partida atuou ao lado do camisa 20.

No restante do time, nada muito diferente da última temporada.

Quem aproveitou bem a estreia foi Borja, que marcou o primeiro gol do jogo, aos 13 minutos do primeiro tempo, bem antes de ser substituído para a entrada de Deyverson, quando o jogo já estava empatado —o gol do time mandante foi marcado por Jobson, também na etapa inicial.

Bruno Henrique começou no banco, mas entrou no lugar de Felipe Melo.

O reencontro do Palmeiras com seu estádio está marcado para a próxima quarta-feira (23), no duelo contra o Botafogo de Ribeirão Preto (SP).

Em busca de seu terceiro título consecutivo no estadual, o Corinthians evitou aos 49 do segundo tempo uma derrota na estreia. O São Caetano vencia a partida deste domingo (20) na Arena Corinthians até o gol de cabeça de Henrique nos acréscimos.

O São Caetano ficou em vantagem após cobrança de pênalti de Rafael Marques aos 28 minutos da etapa inicial.

A penalidade foi marcada após o volante Richard, contratado para a temporada, derrubar Capa na área. 
A partida marcou o retorno do técnico Fábio Carille, que conquistou com o Corinthians os dois últimos Paulistas, além do Brasileiro de 2017.

Carille havia deixado o clube em maio de 2018 , seduzido por um contrato milionário com o Al-Wehda, da Árabia Saudita.

O Corinthians tentou emplacar Osmar Loss e depois Jair Ventura no comando da equipe, mas caiu drasticamente de rendimento e terminou o ano apenas na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro. Chegou a correr risco de rebaixamento durante o segundo turno.

Foi o bastante para a diretoria acertar a volta de Carille.

Os reforços do Corinthians para a temporada tiveram atuações apagadas contra o São Caetano.
O atacante André Luis, que se destacou na Ponte Preta no ano passado, foi substituído por Pedrinho no intervalo do jogo.

O meio-campista equatoriano Sornoza desperdiçou clara chance de gol ao errar uma finalização sozinho aos 41 do primeiro tempo, assim como Jadson dois minutos antes. Aos 12 da etapa final, o estrangeiro deu lugar a Gustavo Silva, outra novidade do elenco corintiano.

Responsável pelo pênalti do gol do São Caetano, Richard também foi sacado no segundo tempo. Michel Macedo permaneceu a partida toda no banco de reservas.

O zagueiro Manoel, emprestado pelo Cruzeiro, e o atacante argentino Mauro Boselli ainda não estão em condições de jogo, mas foram apresentados à torcida durante o intervalo.

“Dá trabalho, [reconstruir o time] mas é um dever nosso. Ano passado o time tomou muitos gols. Vamos buscar passe, com uma saída melhor, mais qualificada de trás, principalmente com Ramiro baixando com o primeiro volante. Temos tudo para crescer. Eu estou satisfeito com o início de trabalho, e agora a tendência é que cresça a cada jogo”, disse Carille após a partida, deixando claro que é preciso dar consistência defensiva à equipe.

Apesar de dominar amplamente a posse de bola durante todo o jogo, o Corinthians encontrou dificuldades para superar a linha de quatro defensores do São Caetano.

A pressão do Corinthians aumentou no segundo tempo. Gustavo teve duas boas chances, falhando no arremate. A pouca pontaria na finalização ressalta o problema que a equipe teve em 2018 e coloca mais esperanças na presença de Boselli, artilheiro em suas passagens por Estudiantes (ARG) e León (MEX). 
O São Caetano priorizou a defesa e tentou administrar a vantagem em vez de tentar mais um gol no contra-ataque.

Foi castigado quando o zagueiro Henrique conseguiu a cabeçada certeira após cobrança de escanteio de Jadson para arrancar um empate logo antes do apito final da partida.

O público no Itaquerão para a estreia do Corinthians no Paulista foi de 31 mil pessoas, superando os 8 mil do Santos na Vila Belmiro e os 22 mil do São Paulo no Pacaembu.

Pela segunda rodada do Paulista, o Corinthians enfrenta o Guarani na quarta-feira (23), em Campinas. Carille avisou que deve manter a mesma equipe que empatou neste domingo (20).

“A sequência normal é fazer dois jogos [com a mesma escalação] e descansar um”, completou.
O São Caetano recebe o Ituano na quinta (24), no estádio Anacleto Campanella.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.