Após Palmeiras bancar viagem, jogadores do Galvez conhecem clube e estádio

Time do Acre que disputou a Copinha foi ajudado pela equipe que o derrotou no domingo (13)

Karla Torralba
São Paulo | UOL

O Galvez se despediu no domingo (13) da Copa São Paulo de futebol júnior 2019, mas o dia seguinte à eliminação não foi de lamentação. Nesta segunda-feira (14), a delegação da equipe acreana esteve em São Paulo para visitar o centro de treinamentos do Palmeiras e o Allianz Parque.

 
O time alviverde foi o responsável pela eliminação do Galvez. Em Capivari (SP), pela terceira fase do torneio, o time alviverde venceu o adversário por 3 a 0. Com o resultado, a equipe paulista avançou às oitavas de final e enfrentará o Figueirense.
 
Jogadores do Galvez, do Acre, visitam o Allianz Parque - Ag Palmeiras/Divulgação

Após a eliminação, o técnico do Galvez, Oziel Moreira, afirmou que o clube não tinha como retornar ao Acre por falta de recursos financeiros. O Palmeiras então se prontificou a pagar pelas passagens da delegação. Também presenteou os 20 jogadores da delegação com chuteiras e bolas.

"As passagens [de volta] estavam compradas para o dia 10, um dia após o término da primeira fase. A gente conseguiu passar de fase. Foi feito um reembolso no valor de 30% das passagens. Ficamos nessa, com o valor de 30% das passagens. Estávamos fazendo uma vaquinha online, arrecadando dinheiro, mas graças a Deus o Palmeiras vai ajudar a gente", disse o auxiliar técnico da equipe, Marco Aurélio Oliveira dos Santos.

Na primeira etapa da passagem pela capital paulista, a delegação do Galvez visitou o CT do Palmeiras e conseguiu "conhecer um pessoal lá", brincou Santos. "A gente viu Thiago Santos, Edu Dracena, Willian, nosso goleiro acreano Wéverton, Guerra, Matheus Fernandes. Deu para ver uns jogadores e fazer umas fotos bacanas", contou.

Na sequência, o ônibus do Galvez foi para o Allianz Parque. Ali, a programação incluía o mesmo tour que é oferecido pela administração do estádio a torcedores e sócios. No local, o time tirou mais fotos, posando inclusive nos vestiários e próximo ao gramado, que deixou os jogadores impressionados. Eles transmitiam imagens ao vivo para a família via celular.

"Nesse gramado é bom de cair", disse o goleiro Gabriel. "Lá no Acre, tinha que colocar colchão para não machucar."

À noite, a equipe viaja de volta ao Acre. Mas com a missão cumprida na Copa São Paulo de 2019. Essa foi a segunda participação do clube na competição e a primeira vez que passou de fase.

"Eles estão muito felizes, apesar da derrota de ontem [domingo]. Mas nada vai apagar nossa história aqui", afirmou o auxiliar. "A gente mostrou ao pessoal que o futebol acreano tem o seu valor".

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.