Crítico de presidente turco, pivô da NBA se nega a viajar por temer retaliações

Ener Kanter, atleta do New York Knicks, afirmou que Recep Tayyip Erdogan tem espiões em Londres

The New York Times | The New York Times

Ener Kanter, pivô do New York Knicks, da NBA, disse que não viajaria com o seu time para jogar contra o Washington Wizards em Londres no dia 17 de janeiro, porque teme retaliação por sua oposição pública ao presidente Recep Tayyip Erdogan, da Turquia.

Enes Kanter tenta impedir arremesso de Paul George na partida entre o New York Knicks e o Oklahoma Thunder em novembro do ano passado
Enes Kanter tenta impedir arremesso de Paul George na partida entre o New York Knicks e o Oklahoma Thunder em novembro do ano passado - Rob Ferguson-14.nov.18/USA TODAY Sports

"Lamentavelmente, não vou, por conta daquele maldito lunático, o presidente turco", disse Kanter depois de uma vitória do Knicks sobre o Los Angeles Lakers por 119 a 112.

"É muito triste que tudo isso afete minha carreira e o basquete, porque eu queria estar lá para ajudar meu time a vencer. Mas só por causa de um cara lunático, um maníaco, um ditador, não posso estar presente e fazer meu trabalho. É muito triste".Kanter disse que agentes turcos poderiam representar perigo para ele, em Londres.

"Eles têm muitos espiões por lá", disse o jogador. "Seria fácil me matar".

Um funcionário da embaixada turca em Washington, que falou no dia 5 de janeiro sob a condição de que seu nome não fosse revelado, em respeito aos protocolos diplomáticos, descartou os comentários de Kanter como infundados.

Um representante do Knicks mais tarde disse que Kanter não viajaria a Londres por um problema de visto.

Em maio de 2017, Kanter passou diversas horas detido em um aeroporto na Romênia, depois que o governo turco cancelou seus documentos de viagem. Mais tarde naquele ano, uma agência estatal de notícias turca noticiou que as autoridades da Turquia haviam feito acusações contra Kanter que podem lhe valer até quatro anos de prisão, por ter insultado Erdogan na mídia social. 

Tradução de PAULO MIGLIACCI
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.