Descrição de chapéu Campeonato Paulista

Sem seus principais reforços, Corinthians e Palmeiras estreiam no Paulista

Duas equipes convivem com a sombra da final de 2018 e jogam sem as maiores apostas para o ataque

Ainda pouco conhecido no Brasil, atacante Felipe Pires, do Palmeiras, deverá ser titular na estreia da equipe contra o Red Bull, no domingo (20)
Ainda pouco conhecido no Brasil, atacante Felipe Pires, do Palmeiras, deverá ser titular na estreia da equipe contra o Red Bull, no domingo (20) - Ag. Palmeiras/Divulgação
São Paulo

​Nove meses depois de protagonizarem uma das mais tumultuadas finais da história do Campeonato Paulista, Corinthians e Palmeiras começam tudo de novo.

As duas equipes estreiam neste domingo (20) no torneio de 2019. O Corinthians tenta voltar a ser tricampeão estadual após 80 anos. A última vez foi entre 1937 e 1939.

A equipe recebe o São Caetano na primeira rodada.

Com o elenco mais caro do futebol paulista, o Palmeiras visita o Red Bull Brasil para tentar vencer o estadual pela primeira vez desde 2008.

No ano passado, a final no Allianz Parque entre os rivais ficou marcada pelo pênalti para o Palmeiras assinalado pelo árbitro Marcelo Aparecido de Souza. Ele depois voltou atrás. O Corinthians vencia por 1 a 0, levou a decisão para os pênaltis e ficou com o troféu.

Após o jogo, o presidente palmeirense Marcelo Galiotte chamou o torneio de “paulistinha” e entrou na Justiça para provar que houve influência externa na arbitragem. Não teve sucesso.

Apesar do elenco badalado, o Palmeiras tem um jogador que ainda busca os holofotes. Contratado para esta temporada, o atacante Felipe Pires, 23, terá logo na estreia do Campeonato Paulista, hoje, contra o Red Bull, a chance de se apresentar à torcida.

Será especial para ele, aliás, reencontrar o clube campineiro, pelo qual foi revelado e abriu as portas do exterior para que o jovem se aventurasse antes de desembarcar no alviverde. Ele atuou na Áustria e na Alemanha. 

Além da provável estreia no time de Luiz Felipe Scolari, o atacante deve atuar ao lado de outros 10 velhos conhecidos da torcida, e será encarregado de substituir Willian no lado direito do ataque. Um reforço desconhecido em um clube que contratou Zé Rafael, Carlos Eduardo e Ricardo Goulart.

Maior contratação do Palmeiras para 2019, Goulart se recupera de artroscopia no joelho direito.

“Ficarei muito feliz se puder reencontrar um clube que me ajudou, me revelou”, disse Felipe Pires, que está ansioso para mostrar serviço.

“É normal [ser desconhecido no país]. Saí muito cedo, não joguei como profissional no Brasil. É normal a torcida não me reconhecer. Vi nas redes sociais eles perguntando quem sou eu, de onde vim e como jogo. Vejo como positivo, dá mais força para mostrar meu futebol.”

O futebol de Pires agrada bastante ao técnico Luiz Felipe Scolari. Por isso, ele deve ter a chance de começar como titular na estreia. 

“Não tínhamos velocidade pura. Preenchemos com Felipe Pires, que vocês vão passar a vê-lo”, disse Felipão.

Futebol de alta qualidade é o que o gaúcho espera da equipe, principalmente, depois da polêmica final do Estadual de 2018. O treinador já deixou claro que o Paulista não servirá apenas como preparação para torneios maiores no ano.

“Estamos com um grupo muito bom de jogadores. Isso foi provado no ano passado. A princípio, estou totalmente satisfeito com o grupo que tenho”, finalizou o treinador, que busca seu primeiro troféu paulista da carreira.

O título estadual foi o melhor momento para o Corinthians em um ano em que a equipe chegou a conviver com o fantasma do rebaixamento no segundo semestre. 

Por causa da campanha ruim, a diretoria levou de volta ao clube Fabio Carille, técnico da vitória sobre o Palmeiras há nove meses.

Além da recuperação depois de campanha ruim no Nacional, há a meta de alcançar a marca de conquistar o terceiro paulista consecutivo.

Carille também diz ter um carinho especial pela competição, já que o primeiro título dele como técnico efetivo do clube foi o Estadual de 2017.

“Para mim, tem peso muito grande o Paulista, as equipes se preparam, é uma referência. Se você fizer um bom Paulista, já inicia bem o Brasileiro”, disse. “É um campeonato que vamos entrar para brigar pelo título.”

Contra o São Caetano, o Corinthians não poderá contar com seu maior reforço para a temporada, o centroavante argentino Mauro Boselli. Assim com o zagueiro Manoel, ele não foi inscrito ainda no torneio.

Boselli será substituído por Gustavo, destaque na campanha do Fortaleza na Série B do ano passado. 
Ramiro, Richard, André Luiz e Sornoza, todos contratados para esta temporada, deverão começar na equipe titular. 

O São Caetano é adversário que costuma dar trabalho ao Corinthians. No histórico geral dos confrontos, o time do ABC leva vantagem no número de vitórias sobre o adversário deste domingo.

Esta será a 31ª partida entre os clubes. O Corinthians acumula 12 vitórias contra 13 do São Caetano. Houve ainda cinco empates.

Até o retrospecto no Paulista é desfavorável ao Corinthians, que venceu o São Caetano quatro vezes, mas perdeu cinco, além de outros três empates.

Fora da lista dos grandes do torneio (Palmeiras, Santos e São Paulo, além do próprio Corinthians), o São Caetano é o único que tem vantagem no histórico contra o alvinegro.

Pelo menos o último encontro traz boas lembranças para a torcida corintiana. Em duelo pela segunda rodada da primeira fase do Paulista do ano passado, a equipe goleou por 4 a 0, com dois gols de Jadson, um de Romero e outro de Júnior Dutra.

Afastado do elenco enquanto não resolve sua situação contratual, Romero não será utilizado na estreia. Ele tem contrato até julho deste ano e pode ser incluído em uma troca por Luan, do Atlético-MG. A diretoria do Corinthians diz que ele será reincorporado quando definir sua situação.

CORINTHIANS
SÃO CAETANO

Às 17h, no Itaquerão
Na TV: Globo

RED BULL BRASIL 
PALMEIRAS

Às 19h, no Moisés Lucarelli
Na TV: Pay-per-view
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.