Descrição de chapéu Incêndio no CT do Flamengo

Funcionários do Fla serão intimados a depor em investigação sobre incêndio

Alojamento de atletas pegou fogo; 10 menores de idade morreram no incêndio

Rio de Janeiro

Cinco funcionários do Flamengo com atribuições no Ninho do Urubu, centro de treinamento do clube, serão intimados a depor nesta terça-feira (12). Um incêndio atingiu o alojamento dos atletas das categorias de base na sexta (9). Dez pessoas morreram e três ficaram feridas. 

Policiais cumprem diligências nesta segunda (11) para intimar os funcionários do clube, cujos nomes e cargos não foram divulgados. A ideia é que os depoimentos sejam dados a partir das 15h de terça.

A polícia quer saber quem era responsável pelo setor de manutenção do centro de treinamento e também da gerência de patrimônio do clube. Os agentes buscam informações os materiais da estrutura de contêiner do dormitório que pegou fogo. Investigam se havia rota de fuga.


Até o momento, a principal suspeita é que uma pane no aparelho de ar-condicionado provocou um incêndio que matou os 10 atletas da base do clube e deixou outros três feridos na madrugada de sexta-feira (8).

Reportagem da TV Globo na sexta mostrou que só havia uma porta de saída do dormitório e que a espuma de poliuretano usada como material isolante térmico e de som da estrutura soltava fumaça tóxica em caso de incêndio. A espuma é a mesma encontrada na estrutura da boate Kiss, em 2013.

O Flamengo afirmou neste domingo que o material era "auto-extinguível", ou seja, que não propagava chamas.

Os atletas menores de idade estavam instalados em uma estrutura modular montada em um contêiner.  Eles dormiam em beliches quando o incêndio começou.

Um dos atletas que dormia sentiu o cheiro de queimado e foi buscar ajuda. Quando ele voltou com uma funcionária do clube, a estrutura já estava tomada pelas chamas. 


Moradores da região de Vargem Grande, zona oeste, onde fica o CT do Flamengo, relataram que devido às chuvas que atingiram a cidade na semana passada provocaram diversos picos de luz no bairro.

A polícia investiga se as quedas de luz podem ter provocado um curto na rede elétrica, resultando em um incêndio. A investigação também apura se não houve negligência do clube em relação às condições de segurança do dormitório.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.