Rosenberg deixa Corinthians após comparar Itaquerão a mulher com Aids

Clube anuncia que diretor pediu demissão e teve a solicitação aceita

0
Luis Paulo Rosenberg está fora da diretoria do Corinthians - Zanone Fraissat - 9.fez.15/Folhapress
São Paulo

Após comparar o estádio de Itaquera a uma mulher com Aids, Luis Paulo Rosenberg deixou a diretoria do Corinthians. O anúncio foi feito pelo clube nesta segunda-feira (25).

De acordo com a nota oficial, “foi aceito o pedido de desligamento” do diretor de marketing. A função passará a ser exercida, interinamente, pelo presidente Andrés Sanchez.

Rosenberg gerou revolta, na semana passada, ao comentar a dificuldade do clube em vender o nome do estádio de Itaquera. Segundo ele, a arena era atrativa a possíveis parceiros, com um porém.

“O apelo da marca Corinthians é tão grande que temos quatro grandes grupos interessados em vir. É mais ou menos isto: eles se sentem na situação de estarem vendo a esposa perfeita, com dotes culinários, formada com MBA no exterior, uma mãe de filhos maravilhosos, mas parece que tem um teste de Aids positivo. Como é que eu encaixo a camisinha é o grande desafio”, afirmou o cartola, em entrevista à ESPN Brasil.

A repercussão foi péssima, dentro e fora do Parque São Jorge. Membros da oposição e grupos ligados à própria diretoria passaram a pedir a cabeça do cartola,  que publicou um pedido de desculpas.

“Errei. Foi uma comparação infeliz, anacrônica, que não condiz com minha prática à frente do clube, sempre incentivando mais e mais a presença e a participação feminina no futebol. Lamento profundamente”, disse Rosenberg.

Não adiantou. A pressão não diminuiu, principalmente porque a insatisfação com a postura do dirigente vinha crescendo nas últimas semanas. Um grupo de 52 conselheiros, inclusive, enviou uma carta ao presidente do time alvinegro listando uma série de declarações que causaram polêmica.

Eles citam uma entrevista que Rosenberg concedeu à Folha para dar explicações sobre o contrato de patrocínio com o banco BMG. E questionam a forma com o então diretor de marketing se referiu a Andrés Sanchez, "repreendendo-o publicamente, afirmando que o senhor, presidente, não teria entendido direito o contrato. Difícil imaginar desrespeito maior", afirma trecho da carta.

Economista formado pela USP (Universidade de São Paulo), Luis Paulo Rosenberg exerceu a função de diretor de marketing do Corinthians entre 2008 e 2012 e foi vice-presidente do clube entre 2012 e 2015. De volta ao papel de diretor de marketing no ano passado, não conseguiu vender o nome do estádio de Itaquera e saiu chamuscado por polêmicas.

O fracasso, ligado às constantes provocações a adversários, irritou diversos membros do conselho deliberativo. A gota d’água acabou sendo a comparação da semana passada.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.