Descrição de chapéu Futebol Internacional

Vinícius Júnior perde chances, Suárez decide e Barcelona vai à final

Equipe catalã goleou o Real Madrid no Bernabéu e decidirá o título da Copa do Rei

Luis Suárez comemora o terceiro gol do Barcelona, após fazer cobrança de pênalti com cavadinha
Luis Suárez comemora o terceiro gol do Barcelona, após fazer cobrança de pênalti com cavadinha - Javier Soriano/AFP
São Paulo

Vinícius Júnior teve quatro chances para marcar gols pelo Real Madrid. Desperdiçou todas. Luis Suárez não foi tão perdulário. O uruguaio fez dois na goleada do Barcelona sobre o clube da capital por 3 a 0 nesta quarta (27), pela Copa do Rei, no Santiago Bernabéu.

O resultado levou os visitantes à final do torneio. O Barcelona decidirá o título contra o vencedor do confronto entre Valencia e Bétis, que se enfrenta nesta quinta (28).

O resultado coloca pressão no técnico argentino Santiago Solari, aposta do Real após a demissão de Julen Lopetegui. Cria da casa, ele foi a solução encontrada quando o presidente Florentino Pérez não conseguiu acerto com o italiano Antonio Conte. 

No sábado (2), os rivais voltam a se enfrentar no Bernabéu, mas pela liga. 

De joelhos, Vinícius Júnior lamenta oportunidade desperdiçada no clássico realizado no Santiago Bernabéu
Vinícius Júnior lamenta oportunidade desperdiçada no clássico realizado no Santiago Bernabéu - Juan Medina/Reuters
O Barcelona é líder e o Real Madrid está em terceiro. A distância entre eles é de nove pontos. Nova vitória catalã pode tornar a situação de Solari ainda mais difícil.

Suárez só não fez os três gols nesta quarta porque Varane se antecipou e marcou contra quando o centroavante completaria para a rede. O lance mais memorável foi o do terceiro gol, quando cobrou pênalti com cavadinha.

Após o empate por 1 a 1 no Camp Nou, o Real Madrid se classificava com o 0 a 0. Apesar disso, tomou a iniciativa e criou as melhores chances. 

Vinícius Júnior falhou nas finalizações, mas foi a melhor opção ofensiva de sua equipe. Quando arrancava com a bola dominada, sempre levava vantagem sobre a marcação.

A falta de precisão nos chutes foi fatal porque os donos da casa controlaram o clássico. Quando o Real Madrid conseguiu acertar o alvo, Ter Stegen fez boas defesas. 

O Barcelona venceu sem o brilho de Lionel Messi. O argentino passou o jogo inteiro afastado da grande área ou sem causar perigo. Foi uma partida em que os catalães foram mortais no contra-ataque. Algo incomum.

O Barcelona tem neste ano a chance de conquistar a Copa do Rei pela quinta vez consecutiva. Um feito inédito. As quatro conquistas seguidas já são uma marca histórica, mas empatada com o Athletic Bilbao, que venceu a antiga Copa da Espanha entre 1930 e 1933, e o Real Madrid, campeão entre 1905 e 1908. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.