Federer conquista seu 100º título em revanche contra Tsitsipas

Tenista suíço é o segundo na história a alcançar marca centenária

Federer rebate bola na final do Torneio de Dubai
Federer rebate bola na final do Torneio de Dubai - Karim Sahib/AFP
São Paulo

​O suíço Roger Federer, 37, conquistou neste sábado (2) o centésimo título do circuito mundial de sua carreira. Ele alcançou a marca ao vencer o grego Stefanos Tsitsipas, 20, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/4, na final do Torneio de Dubai.

Maior campeão de torneios de Grand Slams entre os homens, com 20 títulos, Federer é o segundo tenista a chegar à marca centenária de troféus individuais da ATP (Associação de Tenistas Profissionais). O americano Jimmy Connors (recordista com 109 títulos) foi o primeiro a conquistar o feito na era aberta do tênis ao vencer o US Open em 1983.

 

Em sua conta no Twitter, o  americano, que se aposentou em 1996, parabenizou o suíço pelo feito alcançado.

“Bem-vindo ao clube ‘três dígitos’ de vitórias em torneios, Roger Federer —estava um pouco sozinho—, feliz por ter companhia!”, escreveu. 

“É ótimo atingir uma marca na carreira, mas não continuo jogando para bater todos os recordes”, afirmou Federer. “O que Jimmy [Connors] fez foi inacreditável e ele deve estar orgulhoso disso. Eu estou orgulhoso das minhas conquistas”, afirmou o ex-número 1 do mundo, retribuindo os elogios do americano.

Roger Federer ganhou seu primeiro título no circuito mundial de tênis em 2001, no Torneio de Milão (disputado pela última vez em 2005).

Nenhum dos tenistas que competiram com Federer naquele torneio continua em atividade e nem o piso em que os jogos foram realizados (carpete) é mais utilizado pela ATP.

Ao longo da carreira, Federer se manteve constantemente competitivo, tendo levantado ao menos um troféu em 18 das últimas 19 temporadas.

O único ano em que ele passou em branco foi 2016, quando encerrou a temporada prematuramente, em julho, para se tratar de lesões sofridas no joelho e nas costas.

“Estou feliz por ainda estar jogando. Está sendo uma longa jornada, maravilhosa, que começou quando fui campeão mundial júnior. Tem sido ótimo. Não faria nada diferente. Amo cada minuto”, disse o tenista após a partida que lhe garantiu seu oitavo título do torneio realizado nos Emirados Árabes Unidos.

A vitória deste sábado teve sabor de revanche para o tenista suíço, sétimo colocado do ranking mundial. Tsitsipas (11º) foi o responsável pela eliminação de Federer na quarta rodada do último Aberto da Austrália, na outra única vez em que os dois tenistas se enfrentaram.

Neste sábado, novamente, o grego deu trabalho para Federer. Em um início de partida muito equilibrado, o suíço aproveitou a única chance de quebra de serviço que teve para abrir vantagem e fechar o primeiro set em 6/4.

No segundo set, o grego voltou a jogar bem. No entanto, em um momento de distração no nono game, teve seu saque quebrado após dois erros não forçados. Com 5/4 no placar, Federer só precisou confirmar o seu serviço para vencer o grego e fazer história.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.