Descrição de chapéu Seleção Brasileira

Tite encerra testes para a Copa América sem achar seleção ideal

Brasil bateu a República Tcheca por 3 a 1, em Praga, nesta terça-feira (26)

Richarlison comemora com Firmino um dos gols da seleção brasileira sobre a República Tcheca
Richarlison comemora com Firmino um dos gols da seleção brasileira sobre a República Tcheca - Joe Klamar/AFP
Luiz Cosenzo
São Paulo

No último amistoso antes da convocação para a Copa América, que será disputada no Brasil, a seleção brasileira venceu a República Tcheca por 3 a 1, em Praga. Apesar do resultado positivo, o time apresentou fragilidades e mostrou que o técnico Tite ainda não tem uma equipe pronta para o torneio continental, que será disputado de 14 de junho a 7 de julho.

Três dias antes da vitória sobre os tchecos, a seleção já havia mostrado problemas. Com uma atuação ruim, principalmente na criação de jogadas, o time apenas empatou em 1 a 1 com o Panamá, 76º colocado no ranking da Fifa.

Se antes do Mundial a seleção brasileira chegou a ser apontada como favorita pelo futebol apresentado, agora as atuações foram burocráticas e previsíveis, apesar de o time ter obtido bons resultados. Em 8 jogos após a Copa foram 7 vitórias e 1 empate, aproveitamento de 87,5%.

O futebol mostrado pela seleção no período, no entanto, não foi condizente com esse aproveitamento.

Diante da Argentina, por exemplo, o gol saiu em um lance de bola parada. Contra o Uruguai, foi através de um pênalti contestado pelos rivais. Nesta terça-feira (26), a vitória veio de virada.

Um dos problemas apresentados foi a falta de criatividade. Contra panamenhos e tchecos, o Brasil não contou com Neymar, que ainda se recupera de uma lesão no quinto metatarso do pé direito. Assim, a responsabilidade ficou para Coutinho, que não rendeu o esperado nos dois jogos.

O jogador também não atravessa uma boa fase no Barcelona, o que gera uma preocupação na seleção. Ele foi um dos destaques da campanha das eliminatórias sul-americanas e se tornou o protagonista da equipe brasileira ao lado de Neymar no Mundial.

O meio de campo é onde há mais indefinições. Em busca de renovação no time, o treinador deixou de convocar em várias oportunidades Paulinho, 30, e Renato Augusto, 31. O primeiro, titular na Rússia, atuou apenas 69 minutos, enquanto o segundo jogou por 149 minutos desde o fim do Mundial.

O único titular do setor é Casemiro. Arthur, do Barcelona, com característica de cadenciar mais o jogo e Allan, do Napoli, brigam por uma vaga.

O atleta do time italiano atua de uma área à outra e começou como titular nesta terça, quando Tite escalou o que considera sua formação ideal.

Paquetá, titular nos dois últimos jogos, teve boa atuação contra o Panamá. Diante da República Tcheca, o meia do Milan ficou aquém do esperado.

A equipe só melhorou quando Tite tirou o jogador e escalou o gremista Everton na volta do intervalo. Assim, formou um quarteto ofensivo com Coutinho, Richarlison, Everton e Firmino, responsável pelo gol de empate.

Tite ainda fez duas alterações fundamentais para a vitória: as entradas de David Neres, que estreou e foi um dos melhores em campo, e Gabriel Jesus, autor dos outros dois gols da vitória brasileira.

Com os gols, Jesus volta a se credenciar como um nome forte na lista para a Copa América, em setor em que encara a concorrência de Firmino e agora de Richarlison, um dos três artilheiros da era Tite após a Copa, com três gols. Os outros são Neymar e Jesus.

A ascensão de caras novas —incluindo Vinicius Junior, que, lesionado, ainda não teve chance no time—, ameaça Willian e Douglas Costa. O primeiro não foi chamado, enquanto o segundo está se recuperando de lesão.

Na defesa, há menos dúvidas. Tite deixa claro que já tem os seus titulares: Danilo e Alex Sandro nas laterais, além dos zagueiros Thiago Silva e Marquinhos, que jogou sete dos oito jogos até agora. Os goleiros Alisson e Ederson também estão praticamente garantidos no torneio continental.

O lateral esquerdo Marcelo, que vem atravessando má fase no Real Madrid, deve ficar fora da Copa América. Ele ainda não jogou um minuto sequer pela seleção desde a Copa.

Outro nome que esteve na Rússia e gera dúvida sobre sua participação na Copa América é o volante Fernandinho. Tite deseja convocar o atleta, que ainda não manifestou se pretende continuar na seleção.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.