Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro

Sem TV, Brasileiro feminino terá um jogo transmitido na internet

CBF fechou parceria com o Twitter, que terá exclusividade de uma partida por rodada

Luiz Cosenzo
São Paulo

Sem transmissão da televisão nem patrocinador fixo. Será assim o início da maior edição do Campeonato Brasileiro Feminino, que terá sua primeira rodada neste sábado (16).

Organizadora da competição, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ainda negocia com emissoras de televisão a transmissão da competição, que terá 52 clubes, sendo 16 na Série A, equivalente a elite do futebol feminino, e 36 na B, correspondente a segunda divisão. 

Sem televisão, a CBF fechou uma parceria com o Twitter, que terá exclusividade na transmissão ao vivo de uma partida por rodada da fase de grupos, quartas de final, semifinal e final. O primeiro jogo que será transmitido será o duelo entre Ponte Preta x Corinthians, marcado para este sábado (16), às 16h, em Bálsamo.

"O Twitter é uma plataforma que sempre está ao lado do esporte e do futebol. Vê-la apostando no feminino, e tendo em vista a visibilidade que a plataforma pode dar, nos enche de esperança para o futuro da categoria. A CBF trabalha para anunciar em breve transmissões em outras plataformas", disse Manoel Flores, diretor de competições da CBF. 

A entidade impôs no seu Manual de Licenciamento de Clubes que as equipes da Série A do Brasileiro masculino tenham um time feminino adulto ou de base e que disputem um torneio nacional ou estadual neste ano. O Profut (Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro), também prevê “apoio mínimo” dos clubes à modalidade.

Em 2018, a Caixa Econômica Federal desistiu de patrocinar o campeonato, o que ocorreu entre 2013 e 2017. A competição tinha custo estimado de R$ 10 milhões.

De acordo com o regulamento da competição, a CBF será responsável pelo pagamento do transporte rodoviário para 25 pessoas do time visitante em viagens com distâncias de 500 quilômetros. Em distâncias maiores, os clubes vão receber ajuda de custo de até R$ 5 mil. As equipes ainda terão as despesas de alimentação e hospedagem pagas.

A CBF também destinará R$ 10 mil para as agremiações mandantes para a cobertura de despesas com arbitragem, ambulâncias, gandulas e antidoping.

De acordo com um dirigente de clube que não quis se identificar, os valores são os mesmos há pelo menos três anos.

Com o fim do patrocínio do banco estatal, o Brasileiro feminino já ficou sem transmissão pela televisão no ano passado. A CBF transmitiu as partidas da decisão entre Corinthians e Rio Preto pelas suas redes sociais.

Antes da competição ficar sem transmissão de uma emissora de televisão, o SporTV, a TV Brasil e Fox Sports já exibiram o campeonato. 

“Sem transmissão, vejo que demoraria para acelerar o crescimento da modalidade. Com televisão, conseguimos mostrar melhor o nosso patrocinador, conseguimos fazer um investimento na área de marketing. A partir do momento que você não tem sua marca exposta não é interessante o patrocinador investir no futebol feminino”, disse Alberto Simão, diretor de futebol feminino do Palmeiras.

“Perdemos muito em visibilidade das marcas patrocinadoras, além da marca do clube. Não temos tantas referências no momento da venda para as marcas, o quanto elas serão vistas ao investir no clube”, comentou a Ferroviária.

​Neste ano, a seleção brasileira terá todos os seus jogos do Mundial Feminino, que será realizado na França, transmitidos na TV aberta pela primeira vez através da Globo.

CONFIRA OS TIMES DA SÉRIE A1 DO BRASILEIRO FEMININO

Sport Club Corinthians Paulista

Santos Futebol Clube

Associação Atlética Ponte Preta

Associação Ferroviária de Esportes

São José Esporte Clube

Grêmio Osasco Audax

Sport Clube Internacional

Clube de Regatas do Flamengo

Esporte Clube Vitória

São Francisco do Conde Esporte Clube

Sport Clube do Recife

Vitória de Santo Antão Associação Acadêmica e Desportiva

Sociedade Esportiva Kindermann/Avaí

Esporte Clube Iranduba

Foz Cataratas Futebol Clube/Athletico-PR

Minas ICESP Brasília

CONFIRA A 1ª RODADA DO BRASILEIRO FEMININO DA SÉRIE A

Sábado (16) – 15h

Minas Icesp x São José

Sábado (16) – 16h

Ponte Preta x Corinthians

Sábado (16) - 17h

Vitória x Audax

Domingo (17) – 15h

Santos x Foz Cataratas/Athletico-PR

Domingo (17) – 16h

Kindermann/Avaí x Ferroviária

Domingo (17) – 18h

Iranduba x Flamengo

Domingo (17) - 18h30

Vitória de Santo Antão x Internacional

Quarta-feira (20) – 15h

São Francisco x Sport

VEJA O REGULAMENTO DA SÉRIE A DO BRASILEIRO FEMININO

Com a participação de 16 clubes, o Campeonato Brasileiro Feminino da Série A terá início neste sábado (16). A competição será disputada em quatro fases. Na primeira, os 16 times se enfrentam em turno único. Os 8 melhores colocados avançam para as quartas de final, que serão realizadas em jogos de ida e volta. A semifinal e a final também serão disputadas em partidas de ida e volta.

CONFIRA OS TIMES DA SÉRIE B DO BRASILEIRO FEMININO

GRUPO A

Ceará (CE)

Tiradentes (PI)

Oratório (AP)

Santa Quitéria (MA)

Esmac (PA)

São Valério (TO)

GRUPO B

Operário (MT)

Atlético (AC)

São Raimundo (RR)

Pinheirense (PA)

3b Sport (AM)

Porto Velho EC (RO)

GRUPO C

Náutico (PE)

Botafogo (PB)

Lusaca/Bahia (BA)

Canindé (SE)

Uda (AL)

Cruzeiro FC (RN)

GRUPO D

Palmeiras (SP)

Atlético-MG

Portuguesa (SP)

Grêmio (RS)

Toledo (PR)

Moreninhas (MS)

GRUPO E

Vasco (RJ)

Fluminense (RJ)

Cruzeiro (MG)

Taubaté (SP)

Aliança (GO)

Cresspon (DF)

GRUPO F

Botafogo (RJ)

São Paulo (SP)

América (MG)

Chapecoense (SC)

Duque de Caxias (RJ)

Vila Nova (ES)

*VEJA O REGULAMENTO DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO*

Com a participação de 36 equipes, o Campeonato Brasileiro Feminino da Série B começa no dia 27 de março. A competição será disputada em cinco fases. Na primeira, os clubes serão divididos em seis grupos com seis times cada e jogam em turno único dentro da chave. Os dois primeiros de cada grupo avançam para a segunda fase, que passa a ser disputada em sistema eliminatório, com jogos de ida e volta até a final.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.