Descrição de chapéu Tóquio 2020

Com fuso de 12 horas, Tóquio-2020 terá natação à noite e judô de manhã

Programação oficial da Olimpíada no Japão foi divulgada nesta terça (16)

São Paulo

A organização da Olimpíada de Tóquio-2020 divulgou nesta terça-feira (16) a programação praticamente completa dos Jogos Olímpicos, que terão 339 eventos de 33 esportes e serão realizados de 24 de julho a 9 de agosto do ano que vem.

Como costuma ocorrer nos Jogos Olímpicos, algumas modalidades terão suas disputas iniciadas antes do dia marcado para a cerimônia de abertura. Nesse caso, os jogos de futebol e softbol começarão no dia 22.

Por enquanto, estão fora da lista oficial 13 eventos de boxe, já que há um imbróglio sobre a presença do esporte na Olimpíada e qual entidade será a responsável pela sua organização.

Conheça algumas curiosidades da programação divulgada nesta terça e a grade oficial dos Jogos. Tóquio estará 12 horas à frente do horário de Brasília na época da Olimpíada.

Prova dos 1.500 m livre na Olimpíada do Rio, quando as finais foram disputadas à noite
Prova dos 1.500 m livre na Olimpíada do Rio, quando as finais foram disputadas à noite - Gregorio Paltrinieri - 13.ago.16/Reuters

Invertidas

Assim como ocorreu nos Jogos de Pequim-2008, as finais da natação estão marcadas para o período da manhã no Japão. Já para os brasileiros, as sessões com provas que valem medalha começarão às 22h30 e irão até 00h30.

A inversão entre os horários tradicionais de eliminatórias e finais ocorre pelo interesse da televisão americana, que pretende exibir um dos esportes que mais dão medalhas aos EUA em horário nobre. A modalidade será disputada do dia 25 de julho a 2 de agosto.

Já no atletismo, destaque da segunda semana do evento, as finais serão de noite no Japão e a partir das 19h para os brasileiros.

Ouro antes do bronze

Também motivada pelo interesse da televisão americana, a final masculina do basquete será disputada às 11h30 do dia 8, um sábado no Japão e noite de sexta nos EUA e no Brasil. Assim, a partida que valerá o bronze entre os homens ficará para a noite do mesmo dia no horário local, depois da decisão, algo inusitado em qualquer competição esportiva.

Gabriel Medina comemora a conquista do bicampeonato mundial de surfe no Havaí
Gabriel Medina comemora a conquista do bicampeonato mundial de surfe no Havaí - Corey Wilson - 17.dez.18/WSL

Sem data certa para acabar

Presente pela primeira vez em uma edição dos Jogos Olímpicos, o surfe tem uma peculiaridade em relação aos demais esportes. Para acontecer, precisa de ondas. Por isso, como ocorre nas demais competições profissionais, a modalidade terá uma janela maior de disputa. A previsão é que as provas sejam realizadas de 26 a 29 de julho, mas elas poderão ser estendidas até o dia 2 de agosto.

Café com medalhas

Para os brasileiros, as disputas que valem medalhas no judô e na ginástica artística serão pela manhã e podem concorrer entre si. O judô vai do dia 25 de julho a 1º de agosto, com as finais a partir das 5h (de Brasília). A ginástica terá decisões de 27 a 30 de julho, com início a partir das 7h, e de 2 a 4 de agosto, com início a partir das 5h.

Homens de dia, mulheres de noite

Sempre com boas chances de medalha para o Brasil, o vôlei poderá chegar à reta final dos Jogos como principal destaque no país. A final masculina está marcada para as 9h15 (de Brasília) do dia 8 (sábado), e a feminina, para 1h30 do dia 9 (domingo). As finais do vôlei de praia serão às 22h (de Brasília) na quinta (6) e na sexta (7).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.