Presidente da Fifa diz que Mundial do Palmeiras é 'milagre'

Entidade não reconhece a Copa Rio de 1951, vencida pelo clube paulista

UOL

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, brincou nesta terça-feira (9) ao ser questionado sobre a conquista do Palmeiras na Copa Rio de 1951, considerado um título mundial pelo clube alviverde. Presente à posse de Rogério Caboclo como presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o dirigente europeu negou que o tema seja uma prioridade na conversa que terá com o presidente Jair Bolsonaro, torcedor do clube paulista.

"Vamos conversar de futebol, isso é o mais importante. O título mundial do Palmeiras... para os milagres, tem que perguntar para outro, não para mim. Não está como tema. Temos que falar do futuro mais que do passado", disse Infantino, rindo bastante.

Antes, o cartola já havia afirmado em entrevista à TV Globo que não considera o título do Palmeiras como Mundial. 

"Já decidimos dar o título de campeão mundial a todos que ganharam a Copa entre Europa e América do Sul desde 1960. Já 1951 é um pouquinho mais para trás. Vamos falar com o presidente Bolsonaro e vamos ver que solução teremos, mas o Palmeiras pode ganhar o próximo Mundial de Clubes. Por que não?", brincou Infantino, em entrevista à TV Globo.

Infantino e Bolsonaro vão se encontrar na próxima quarta-feira, em Brasília, em encontro oficial da agenda do presidente da República. O mandatário da Fifa, além de presenciar a posse de Rogério Caboclo, também participa do congresso da Conmebol, realizado em solo brasileiro.

O Palmeiras possivelmente deve ser um assunto tratado pela paixão pessoal de Jair Bolsonaro pelo clube alviverde. O presidente, antes de assumir a cadeira do executivo do país, esteve em campo no Allianz Parque para comemorar o título de campeão brasileiro do ano passado.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.