Exposição mostra como futebol feminino já foi proibido no Brasil

Mostra no Museu do Futebol, no Pacaembu, expõe evolução do esporte

São Paulo

O Museu do Futebol de São Paulo, localizado no estádio do Pacaembu, inaugura nesta terça-feira (28) a exposição "Contra-Ataque", dedicada ao futebol feminino e à história de luta e resistência da modalidade no Brasil.

A brasileira Marta, claro, é um dos destaques da exposição "Contra-Ataque", no Museu do Futebol
A brasileira Marta, claro, é um dos destaques da exposição "Contra-Ataque", no Museu do Futebol - Museu do Futebol/Divulgação

A exposição mostrará os anos de proibição do futebol feminino no país (de 1941 a 1983), passando pela evolução do uniforme para as mulheres e destaca personalidades não só da seleção brasileira, mas também da arbitragem e da imprensa esportiva.

A partir desta terça, "Contra-Ataque" ficará disponível ao público até 20 de outubro. O museu fica aberto das 9h às 17h –horário sujeito a alteração conforme a agenda de jogos no estádio.

O ingresso para a exposição custa R$ 15 (com meia-entrada a R$ 7,50). Às terças-feiras, a entrada é gratuita.

Esta não é a primeira vez que o Museu do Futebol se dedica ao tema. Em 2015, também às vésperas de uma Copa do Mundo, o Pacaembu sediou a exposição "Visibilidade para o futebol feminino".

O Mundial deste ano acontece de 7 de junho a 7 de julho, na França. A seleção brasileira está no Grupo C, com Jamaica, Austrália e Itália.

Exposição "Contra-Ataque"

Onde: Museu do Futebol, Praça Charles Miller, s/nº - São Paulo, SP
Quando: De 28/5 a 20/10
Dias e horários: Terça a domingo, das 9h às 17h (visitação até as 18h)*
Preço: R$ 15 (R$ 7,50 a meia-entrada); entrada gratuita às terças

*sujeito a alteração por conta da agenda de jogos no estádio.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.