Nadal se isola como maior vencedor da história dos Masters 1.000

Espanhol venceu Novak Djokovic com direito a pneu em Roma

São Paulo

Com o título em Roma, o espanhol Rafael Nadal se isolou como maior campeão de Masters 1.000 na história. São 34 títulos contra 33 de Novak Djokovic. Na final deste domingo (19) no saibro de Roma, Nadal controlou a partida e venceu Djokovic com direito a pneu: 6/0, 4/6 e 6/1. O jogo durou 2 horas e 25 minutos.

Rafael Nadal festeja o título do Masters 1000 de Roma ao derrotar o rival Nova Djokovic - Matteo Ciambelli/Reuters

Em 54 partidas entre Nadal e Djokovic esse foi o primeiro pneu. O sérvio mantém o domínio, com 28 vitórias, mas vê o espanhol encostar (26 vitórias). 

Esse foi o nono título de Nadal na capital italiana. No ano passado, ele havia superado Alexander Zverev na final. Também foi o primeiro na atual temporada.

Nadal recebeu o troféu das mãos de Guga. O brasileiro foi homenageado por ter sido campeão do Masters 1.000 de Roma há 20 anos. Na ocasião, Guga superou o australiano Patrick Rafter em 6-4, 7-5, 7-6 (8-6).

“Ganhar um título é importante, mas o mais importante para mim é me sentir saudável e que estou melhorando. É sempre especial contra o Novak (Djokovic) e o Roger (Federer)”, disse Nadal ao público.

O espanhol e o sérvio voltam a circuito no dia 26 de maio, em Roland Garros. Nadal tentará o 12º título, enquanto Djokovic buscará o segundo.

Feminino

No feminino, a tenista tcheca Karolina Pliskova conquistou o título ao derrotar a britânica Johanna Konta por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4. Com isso, ela salta para o segundo lugar do ranking mundial e mira alcançar o topo em Roland Garros.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.