Após Copa, seleção feminina é recebida com festa no Brasil

Parte das atletas e da comissão técnica chegou a São Paulo nesta terça (25)

São Paulo

As jogadoras da seleção brasileira de futebol feminino desembarcaram no início da manhã desta terça-feira (25) no Brasil após a eliminação na Copa do Mundo da França. Elas foram recebidas com festa por de dezenas de torcedores, em sua maioria mulheres, presentes no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

O grupo levou bandeiras do Brasil, placas de "obrigado guerreiras" e "a luta continua", balões, bonés e bandeiras.

Nem todas as jogadoras e comissão técnica estavam presentes no avião. Marta, por exemplo, foi direto para os Estados Unidos, onde atua no Orlando Pride.

A seleção brasileira terminou a Copa do Mundo da França com duas vitórias e duas derrotas. Na fase de grupos, estreou vencendo a Jamaica por 3 a 0, perdeu para a Austrália por 3 a 2, de virada, e superou a Itália por 1 a 0.

A combinação de resultados deixou a seleção em terceiro lugar do Grupo C, o que causou o encontro com a França nas oitavas de final. As donas da casa venceram por 2 a 1, na prorrogação, e eliminaram o Brasil.

A seleção brasileira teve o segundo elenco mais velho do Mundial. Questionado sobre a convocação de atletas mais novas para o elenco brasileiro, o técnico Vadão afirmou que tal renovação só deve se concretizar após as Olimpíadas de Tóquio, em 2020.

Após a partida contra as francesas, emocionada, Marta fez um apelo para que se incentive o futebol feminino no país: "Não vai ter uma Formiga para sempre, uma Marta, uma Cristiane".

A campanha na Copa foi a sétima e última de Formiga, 41, atleta que mais vezes disputou o Mundial na história. Outras atletas veteranas também podem ter se despedido do torneio, como Marta ou Cristiane, todas acima dos 30 anos de idade.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.