Arthur defende Neymar e diz que mentira tem perna curta

Volante afirma que caso foi esclarecido e que acusadora quer audiência

Marcos Guedes
Porto Alegre

Arthur concedeu entrevista após o treino realizado pela seleção brasileira no CT do Grêmio, nesta sexta-feira (7), em Porto Alegre, e fez defesa veemente de Neymar na investigação do suposto estupro cometido pelo atacante. Sempre que questionados, os atletas do time nacional têm se colocado ao lado do companheiro.

“Os fatos já foram esclarecidos. Mentira tem perna curta. O bem sempre vence o mal e vai vencer aqui também”, disse o volante do Barcelona. “Quanto mais falar sobre isso, pior, porque era isso que ela queria, essa badalação, essa mídia, audiência, notícias polêmicas. Quanto menos a gente der importância, então, melhor.”

O volante Arthur durante o treinamento da seleção brasileira para a disputa da Copa América.
O volante Arthur durante o treinamento da seleção brasileira para a disputa da Copa América. - Mauro Pimentel - 2.jun.19/AFP

A mulher em questão é Najila Trindade, que acusa Neymar de tê-la estuprado no dia 15 de maio, em um hotel de Paris. O caso é investigado em São Paulo, e há outro inquérito no Rio de Janeiro que apura se Neymar cometeu um ato criminoso ao divulgar imagens íntimas de Najila em vídeo divulgado nas redes sociais.

“É uma coisa difícil de se lidar. Ele ficou bastante chateado, porque uma acusação dessas não tem cabimento, mas estão todos com ele, e não tenho muito mais a falar sobre isso. Como disse, quanto mais falar, melhor para ela: entrevista, mídia, seguidores no Instagram. Já foi esclarecido, e é melhor acabar com esse assunto de uma vez por todas”, afirmou Arthur.

Neymar já não está integrado com o grupo da seleção. Ele sofreu uma lesão no tornozelo direito no amistoso da última quarta-feira (5), contra o Qatar, e foi cortado. Muito próximo do atacante, de acordo com suas próprias palavras, Arthur soube do corte antes mesmo de ele ser anunciado aos demais atletas do time verde-amarelo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.