Descrição de chapéu The New York Times

Casa de leilões quer R$ 378 mil por camisa de basquete de Obama

Ex-presidente dos EUA teria usado a peça quando jogava no segundo grau

Emily S. Rueb
The New York Times

Uma camisa de basquete supostamente usada pelo ex-presidente Barack Obama quando aluno de segundo grau em Honolulu pode ser sua.

Os lances já começaram pela camisa branca, uma mescla de algodão e lã, portando o número 23 em azul - um número que mais tarde se tornaria famoso ao ser usado por Michael Jordan e LeBron James.

A Heritage Auctions, uma empresa de Dallas conhecida por suas vendas de objetos esportivos históricos, moedas, quadrinhos e cartazes de cinema, descreve a camisa como tendo sido usada por Obama durante seu ano final na Punahou School, quando ele era integrante do time de basquete que venceu o campeonato estadual de escolas de segundo grau em 1979.

Camisa de basquete que se acredita ter sido usada pelo ex-presidente dos EUA Barack Obama como estudante do ensino médio em Honolulu
Camisa de basquete que se acredita ter sido usada pelo ex-presidente dos EUA Barack Obama como estudante do ensino médio em Honolulu - HA.com

Mike Provenzale, gerente de produção da Heritage Auctions, estimou que a camisa pode arrecadar mais de US$ 100 mil (R$ 378 mil). Na tarde da segunda-feira (29), o maior lance era de US$ 30 mil (R$ 113 mil).

Os principais fatores para o preço de um objeto esportivo de coleção são a raridade e a popularidade ou influência do jogador, ele disse.

"Mas ninguém vendeu algo assim", disse Provenzale em entrevista na segunda-feira.

Jogos de tacos de golfe pertencentes a presidentes e usados quando eles estavam no poder ou antes de suas carreiras políticas já foram vendidos. A camisa foi colocada à venda por Peter Noble, que estudou na Punahou School três anos depois de Obama, de acordo com a casa de leilões.

Noble, que não foi localizado para comentar na segunda-feira, usou a mesma camisa em treinos quando estava na equipe júnior da escola, e a levou para casa porque sentia apegado a ela, disse Provenzale.

Noble trabalhava no departamento de esportes da escola e resgatou a camisa quando estar adquiriu uniformes novos para o time de basquete.

"Infelizmente, não podemos comentar sobre a autenticidade da proveniência da camisa", disse Robert Gelber, diretor de comunicações da Punahou.

Ex-presidente dos EUA Barack Obama jogando basquete na escola onde cursou o ensino médio
Ex-presidente dos EUA Barack Obama jogando basquete na escola onde cursou o ensino médio - Heritage Auctions

De sua parte, Obama, que não respondeu a um pedido de comentário, sempre falou de como o basquete era importante para ele. Como o The New York Times noticiou, o basquete era uma maneira de fazer amigos quando ele era um dos poucos estudantes negros na escola da capital havaiana, e uma fonte de conforto para um menino cujo pai estava em geral ausente. "Pelo menos na quadra de basquete eu encontrava uma forma de comunidade", ele escreveu em seu livro, "Dreams From My Father".

Chris McLachlin, que treinou Obama quando ele jogava no segundo grau, disse que o ex-presidente fez parte de um time "muito, muito forte".

"Se ele fosse parte de outro time em nossa liga, teria sido titular", disse McLachlin ao The New York Times em 2007; "Mas ele treinava duro, e talvez fosse nosso jogador mais esforçado. Treinava na pausa para o suco às 10h; treinava durante o almoço; e era o último a voltar para casa a cada dia."

Obama continuou a ser um grande torcedor de basquete, jogando durante sua carreira política com grandes atletas da NBA e do circuito universitário.

Descrito como ferozmente competitivo, Obama desenvolveu "um estilo ofensivo rápido, um jump de esquerda e relacionamentos que se estenderam à arena política", de acordo com o The New York Times em 2007.

A quadra nem sempre foi gentil com ele, porém. Em 2010, teve de receber 12 pontos no lábio depois de ser atingido involuntariamente pelo cotovelo de um oponente.

 
A camisa de Obama está em exibição na National Sports Collectors Convention, em Rosemont, Illinois, perto de Chicago, e será mostrada em Nova York.
 
Os lances se encerrarão às 22h do dia 17 de agosto, horário de Chicago, e em seguida começa um período de "lances estendidos", no qual apenas participantes que fizeram ofertas anteriores poderão participar. O leilão acaba quando um novo lance não for superado por 30 minutos.

O ganhador também levará um anuário da escola em 1979, com fotos de Obama na quadra e uma carta de Noble atestando a autenticidade da camisa.

The New York Times, tradução de Paulo Migliacci

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.