Descrição de chapéu Copa América

'Sem VARgonhas', diz jornal argentino sobre arbitragem na Copa América

Argentinos reclamam de dois pênaltis não marcados no segundo tempo

São Paulo

No dia seguinte à derrota para o Brasil, o jornal argentino esportivo Olé estampou em sua capa críticas à arbitragem e ao VAR (árbitro assistente de vídeo), que disseram ter sido o "fracasso" nesta Copa América.

"Sem VARgonhas: outro papelão da arbitragem, fracasso da Copa América: não revisaram dois pênaltis claros para a Argentina", diz a chamada. Em seguida, o veículo repercute a declaração de Lionel Messi, que também viu favorecimento ao Brasil. “Se cansaram de marcar idiotices e hoje não consultaram o VAR", disse o camisa 10.

Segundo os argentinos, o árbitro equatoriano Roddy Zambrano deveria ter marcado a penalidade máxima em dois lances: um sobre Agüero e outro sobre Otamendi, ambos no segundo tempo.

Outro veículo do país a criticar a arbitragem e a falta de revisão dos lances foi o Clarín.

"O VAR chegou para evitar injustiças desportivas. E até agora havia sido impecável o uso da tecnologia na Copa América. [...] Porém, desta vez ele falhou. Não ajudou a um árbitro permissivo, a quem a partida lhe escapou às mãos", escreveu.

Lances contestados

  1. Brasil 2-0 Argentina

    Argentinos reclamaram que VAR não foi acionado em lance que Sergio Agüero teria sofrido pênalti de Daniel Alves. Na sequência, saiu o segundo gol brasileiro. Também contestam a não marcação de outro pênalti no fim da partida, também não revisado pelo árbitro de vídeo.

  2. Uruguai 0-0 Peru

    Uruguai teve três gols anulados na partida, Um deles, em que Cavani não parece estar impedido, foi cancelado com o uso do VAR. Jogadores uruguaios reclamaram muito após a eliminação nos pênaltis.

  3. Brasil 0-0 Venezuela

    Brasil teve dois gols anulados após consulta no VAR e jogadores brasileiros contestaram as duas marcações por impedimento.

O Brasil, que venceu a Argentina, disputará a final do torneio continental no próximo domingo (7) no Maracanã, às 17h. Enfrentará o vencedor do confronto entre Chile e Peru.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.