Piloto de Fórmula 2 morre após acidente em prova na Bélgica

Anthoine Hubert foi atingido durante a segunda volta da corrida deste sábado (31)

São Paulo

O piloto francês Anthoine Hubert, 22, morreu neste sábado (31) após um acidente durante a 17ª etapa do mundial de Fórmula 2, disputada na Bélgica.

Na segunda volta da corrida, disputada no autódromo de Spa-Francorchamps, Hubert —que defendia a escuderia da BWT Arden— foi atingido na lateral de seu carro por Juan Manuel Correa (EUA), que está em condição estável de saúde. A prova foi imediatamente interrompida para que os atletas recebessem atendimento médico.

Equipes de resgate movem o carro do piloto francês Anthoine Hubert, que faleceu em um acidente durante prova da Fórmula 2 na Bélgica
Equipes de resgate movem o carro do piloto francês Anthoine Hubert, que faleceu em um acidente durante prova da Fórmula 2 na Bélgica - Remko de Waal - 31.ago.2019/AFP

Em nota divulgada através de suas redes sociais, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) lamentou o incidente e confirmou a morte do piloto, que corria com o carro número 18, às 18h35 (horário local, 13h35 no horário de Brasília).

"A FIA está dando apoio aos organizadores do evento e às autoridades competentes e iniciou uma investigação do incidente", diz a nota.

Segundo a Federação,  Giuliano Alesi (FRA), que também se envolveu no acidente, está bem: foi avaliado e imediatamente dispensado.

Anthoine Hubert estreou na Fórmula 2 em 2019, após ter sido campeão na GP3 Series em no ano anterior. Ele também passou pela Fórmula 3 e pela Eurocup Formula Renault 2.0. Na temporada, ele somou duas vitórias nas 16 provas que completou e ocupava a 8º posição no torneio, com 77 pontos.

Em respeito a Hubert, a Fórmula 2 cancelou a segunda corrida da etapa que ocorreria neste domingo (1º). Em comunicado, a Fórmula 1 expressou suas condolências ao piloto.

"Ele era bondoso com todos, sempre sorrindo e sua atitude positiva contagiava os outros", diz o texto.

Através de suas redes sociais, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) lamentou o ocorrido de fez um alerta sobre os riscos do automobilismo.

"Todos esses pilotos colocam a vida em jogo quando vão para a pista. E as pessoas precisam dar valor a isso de uma forma séria, porque acho que hoje em dia não recebemos os créditos devidos. Dos fãs ou até mesmo de pessoas que trabalham no esporte. Anthoine é um herói e que corria riscos para perseguir seus sonhos", escreveu no Instagram o pentacampeão mundial.

A Fórmula Indy também prestou homenagem. No circuito de Portland (EUA), os pilotos da categoria se perfilaram e fizeram um minuto de silêncio por Hubert.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.