Senador consegue assinaturas de CPI para investigar CBF e COB

Requerimento foi apresentado a presidente do Senado, a quem cabe instalar comissão

Daniel Carvalho
Brasília

O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) conseguiu apoio de 50 colegas para apresentar um requerimento de criação de uma CPI (comissão parlamentar de inquérito) para investigar o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

No documento, Kajuru solicita que a comissão tenha 11 titulares e 7 suplentes e um orçamento de R$ 110 mil para, em 180 dias, " investigar a prestação de contas referente ao período de 2008 a 2018, de convênios, contratos, patrocínios e parcerias firmados entre a Administração Pública Federal, direta e indireta, com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e as confederações de desportos a ele ligadas, bem como a Confederação Brasileira de Futebol — CBF, em razão da realização dos grandes eventos esportivos promovidos pelo Brasil nesse período".

Para ser criada, a CPI precisa ser acatada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que já engavetou uma comissão, a da Lava Toga, que tem como objetivo investigar integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal).

Jorge Karjuru, senador pelo PSB-GO, durante Sessão Solene do Senado Federal em homenagem aos 98 anos do jornal Folha de S. Paulo e homenagem in memorian ao diretor de redação Otavio Frias Filho
Jorge Karjuru, senador pelo PSB-GO, durante Sessão Solene do Senado Federal em homenagem aos 98 anos do jornal Folha de S. Paulo e homenagem in memorian ao diretor de redação Otavio Frias Filho - Pedro Ladeira - 14.mar.2019/Folhapress

Segundo Kajuru, ao relegar o esporte a clubes e associações esportivas, o Estado acabou concedendo benesses a alguns e se furtou do dever de fiscalizar as gestões e, principalmente, de punir crimes cometidos.

"A situação se agrava quando os gestores responsáveis pelas associações e clubes passam a agir em nome de seus interesses pessoais em detrimento da responsabilidade social que têm e, com mais gravidade, utilizando recursos públicos em próprio proveito", diz o senador ao justificar o pedido de criação da comissão.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.