Três pessoas morrem em confrontos entre torcidas em Honduras

Incidente aconteceu antes do clássico entre Olimpia e Motagua

São Paulo | AFP e Reuters

Três pessoas morreram e pelo menos dez ficaram feridas em confrontos entre torcidas na noite deste sábado (17) em Tegucigalpa, Honduras. O incidente aconteceu antes do clássico entre as equipes Olimpia e Motagua no campeonato nacional de futebol. 

De acordo com autoridades locais, torcedores adversários atacaram com pedras um ônibus que transportava a equipe do Motagua, ferindo três jogadores —Emilio Izaquirre, Roberto Moreira e Jonathan Rougier foram encaminhados para um hospital com ferimentos no rosto, segundo o clube. 

"Três pessoas morreram e sete foram baleadas e esfaqueadas. Uma delas é um menino. Três dos adultos feridos estão em estado crítico", disse Laura Schoenherr, porta-voz do Hospital da Escola da Universidade Estadual.

Policiais no Estádio Nacional de Tegucigalpa, em Honduras, após confrontos que mataram três pessoas - Jorge Cabrera/Reuters

Em comunicado, o Ministério da Segurança confirmou o ataque ao ônibus e afirmou que seus autores usavam os uniformes da equipe rival Olimpia. O ministério acrescentou que havia criado "cinco anéis de segurança" antes do jogo e empregado 5.000 policiais no evento.

Mais de 10 mil torcedores que tentavam sair do estádio foram atacados por policiais com bombas de gás lacrimogêneo.

A National Football League suspendeu o jogo após o tumulto. O público esperado para a partida era de 20 mil torcedores.

"É lamentável que os torcedores atinjam esses extremos", disse o presidente do Olympia, Rafael Villeda.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.