Atleta carrega rival até a linha de chegada no Mundial de atletismo

Corredor de Guiné Bissau abdica de sua prova para ajudar concorrente nos 5.000 m

São Paulo

A cena mais marcante do primeiro dia do Mundial de atletismo, que começou nesta sexta-feira (27) em Doha, no Qatar, não foi a conquista de uma medalha, mas a chegada da primeira eliminatória da prova masculina dos 5.000 m.

O atleta Jonathan Busby, de Aruba, aparentou sentir fortes dores na última volta e começou a cambalear. Outro competidor, que assim como ele já estava bem atrás dos demais, Braima Suncar Dabó, de Guiné Bissau, abdicou da corrida, escorou Busby em seus ombros e o acompanhou por mais de 100 metros até a linha de chegada.

Jonathan Busby é ajudado por Braima Suncar Dabo na prova de 5.000 m
Jonathan Busby é ajudado por Braima Suncar Dabo na prova de 5.000 m - Ahmed Jadallah/Reuters

Ambos foram muito aplaudidos pelo público no estádio Khalifa, reformado para a Copa do Mundo de 2022 e que recebe o Mundial de atletismo.

Nem Busby nem Dabó, que foram à competição por convite, tinham tempo de entrada na prova. Nesta sexta, eles terminaram quase cinco minutos depois da chegada do primeiro colocado da bateria, que concluiu os 5.000 m em 13min24s69.

 

Mesmo à noite, a temperatura em Doha tem passado dos 30ºC. Apesar de o estádio contar com ar condicionado, o calor tem sido uma das principais preocupações de organizadores e atletas que participam do evento.

Provas externas, como maratona e marcha atlética, avançarão pela madrugada local para tentar diminuir esse impacto.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.