Dupla Grenal faz região Sul única sem Fla e Corinthians com mais torcida

Clubes gaúchos estão no topo do ranking dos torcedores na região

São Paulo

Pesquisa realizada pelo Datafolha mostrou que Grêmio e Internacional dividem o posto de maior torcida do Sul do Brasil. No levantamento nacional feito pelo instituto, a região é o único entre os cinco agrupamentos de unidades federativas do país que não tem Flamengo e Corinthians nas duas primeiras colocações do ranking.

Os gremistas aparecem numericamente à frente, com 23%, contra 17% dos colorados. A diferença, no entanto, está dentro da margem de erro da pesquisa, cinco pontos percentuais para mais ou para menos. Corinthians (11%), Flamengo (4%), São Paulo (4%), Santos (4%), Palmeiras (3%) e Vasco (2%) também registraram ao menos 2%.

O levantamento foi feito entre os dias 29 e 30 de agosto, em 175 municípios de todo o Brasil. Foram ouvidas 2.878 pessoas, todas com mais de 16 anos. Dessas entrevistas, 404 foram realizadas na região Sul, que compreende os seguintes estados: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A pesquisa nacional, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos, indicou que o Grêmio tem 4% da preferência dos brasileiros, assim como Vasco e Cruzeiro; o Inter, 3%. Estão numericamente à frente Flamengo (20%), Corinthians (14%), São Paulo (8%), Palmeiras (6%), Vasco (4%), Cruzeiro (4%).

Confira os detalhes da pesquisa Datafolha sobre as torcidas:

– Um em cada cinco brasileiros torce para o Flamengo, aponta Datafolha
– Brasileiros sem time igualam torcida do Flamengo, mostra Datafolha ​
– Dupla Grenal faz região Sul única sem Fla e Corinthians com mais torcida
– Quase metade no Norte torce por times de futebol do Rio
– Em sua região, times nordestinos têm menos torcida do que Fla
– Centro-Oeste tem domínio de torcidas de times do Sudeste
– Corinthians e Flamengo empatam em torcida no Sudeste
– Torcidas de Santos e Vasco têm mais homens do que mulheres

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.