Descrição de chapéu São Paulo

São Paulo anuncia a contratação do técnico Fernando Diniz

Ex-treinador do Fluminense assume o lugar de Cuca, que pediu demissão

São Paulo

No mesmo dia em que Cuca, 56, comunicou ao São Paulo o seu pedido de demissão, o time tricolor anunciou a contratação do técnico Fernando Diniz, 45.

Desempregado desde que deixou o Fluminense, Diniz será apresentado nesta sexta-feira (27), no CT da Barra Funda, após comandar seu primeiro treino à frente da equipe do Morumbi.

"É um sonho realizado. Estou muito feliz e pronto para este novo desafio na minha carreira. Tenho certeza de que faremos um grande trabalho junto", afirmou o treinador em nota publicada pelo São Paulo no fim da noite desta quinta.

O técnico e seus auxiliares, o preparador físico Wagner Bertelli e o auxiliar Márcio Araújo, estrearão neste sábado (28), diante do Flamengo, no Maracanã, às 19h, pelo Campeonato Brasileiro.

O técnico Fernando Diniz comandou o Fluminense nesta temporada
O técnico Fernando Diniz comandou o Fluminense nesta temporada - Reuters

Nesta quinta-feira (26), Cuca pediu uma reunião com o diretor de futebol do clube, Raí, e o executivo de futebol, Alexandre Pássaro, para comunicar que estava descontente com os recentes resultados (apenas uma vitória nas últimas seis partidas) e que não conseguia fazer sua equipe jogar como gostaria.

O clube tentou, sem sucesso, convencê-lo a permanecer no cargo.

"Estou pensando mais no São Paulo do que em mim. Deixo ao Raí e ao [Alexandre] Pássaro a chance de criarem um fato novo", declarou Cuca em entrevista coletiva no CT da Barra Funda.

Segundo ele, os culpados não são os jogadores, mas sim a diferença entre os estilos dele e do elenco, o que não "deu liga" à equipe.

Se Cuca gosta de times verticais, dinâmicos e com intensidade, Fernando Diniz prefere o futebol que constrói jogadas a partir de muitas trocas de passe, evite os chutões e busque sempre que possível jogadas pelo chão.

O último trabalho de Diniz foi no Fluminense, onde chegou em dezembro do ano passado. Na atual temporada, comandou a equipe em 43 jogos, vencendo 18 deles e perdendo 14.

A boa campanha na Copa Sul-Americana (então o time estava nas quartas de final da competição) não foi suficiente para o treinador. Com nove derrotas e apenas três vitórias em 15 rodadas do Campeonato Brasileiro, ele foi demitido após perder para o CSA em casa, em agosto.

Diniz ganhou projeção na função com seu trabalho no Audax, em 2016. Naquele ano, ele comandou a equipe que não só se classificou ao mata-mata em primeiro lugar do grupo que tinha o São Paulo, mas eliminou a equipe tricolor com uma goleada por 4 a 1 nas quartas de final.

Passou pelo Corinthians, nos pênaltis, para chegar à final, quando acabou vice-campeã do Estadual após perder para o Santos com o placar agregado de 2 a 1 na decisão.

Após o Paulista, Diniz deixou o Audax para dirigir o Oeste. Voltou em 2017, novamente para disputar o Estadual, mas acabou rebaixado à segunda divisão.

Ano passado, dirigiu o Athletico-PR, mas sem grande sucesso. Enquanto fazia a pré-temporada com a equipe principal, viu seu então auxiliar, Tiago Nunes, levar uma equipe alternativa ao título paranaense.

Somando Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana, Diniz teve nove derrotas e sete empates em 21 partidas no clube paranaense. Foi demitido durante a pausa para a Copa do Mundo da Rússia.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.