Líder e finalista, Flamengo pode repetir feito do Santos de Pelé

Clube paulista é o único a vencer Brasileiro e Libertadores no mesmo ano

São Paulo

Finalista da Copa Libertadores pela primeira vez em 38 anos e líder do Campeonato Brasileiro, o Flamengo comandado pelo técnico português Jorge Jesus poderá igualar um feito que só o Santos de Pelé foi capaz de alcançar.

Bicampeão continental em 1962 e 1963, o clube paulista é até hoje o único que também conquistou o Brasileiro no mesmo ano em que levantou a taça da Libertadores –à época, o Nacional era chamado de Taça Brasil.

Coutinho para abrir o placar diante do Boca Juniors, no primeiro jogo da final da Libertadores de 1963
Coutinho para abrir o placar diante do Boca Juniors, no primeiro jogo da final da Libertadores de 1963 - Reprodução

Aquela equipe santista que dominou o futebol brasileiro na década de 1960 ainda foi além. Não só conquistou os títulos nacional e continental na mesma temporada, como também faturou o Mundial de Clubes em 1962 e 1963.

Quem chegou mais perto de repetir essa dobradinha foi o Internacional, campeão da Libertadores e vice brasileiro em 2006. O vencedor do Brasileiro naquela temporada foi o São Paulo, que caiu justamente para o Inter na final da competição sul-americana.

Os flamenguistas lideram o Brasileiro com 64 pontos, dez de vantagem sobre o segundo colocado Palmeiras. As equipes ainda se enfrentarão até o fim da competição, pela 36ª rodada.

Jogadores do Flamengo celebram a classificação à final da Libertadores
Jogadores do Flamengo celebram a classificação à final da Libertadores - Mauro Pimentel/AFP

Porém, caso mantenha essa vantagem até lá, os rubro-negros já chegarão à antepenúltima rodada campeões, pois só haverá mais nove pontos em disputa.

Para tentar repetir a história do Santos de Pelé, o clube rubro-negro terá pela frente na decisão da Libertadores o River Plate (ARG), atual campeão e dono de dois títulos do torneio nos últimos quatro anos.

A final da competição será disputada no dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile, na primeira final em jogo único da história da Copa Libertadores.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.