Descrição de chapéu Futebol Internacional

Está trabalhando para clarear, diz dono do Brescia sobre Balotelli

Massimo Cellino usou fala racista para falar sobre o atacante de sua equipe

São Paulo

Vítima de racismo em partida do Campeonato Italiano no último dia 3 de novembro, quando torcedores do Hellas Verona (ITA) imitaram sons de macaco, o atacante Mario Balotelli voltou a ver seu nome envolto em uma manifestação racista nesta segunda-feira (25).

Em contato com repórteres antes de uma entrevista coletiva, o presidente e dono do Brescia (ITA), clube de Balotelli, usou tom discriminatório para falar do jogador.

"[Balotelli] É negro, se esforça para clarear, mas está com dificuldade", disse Massimo Cellino, nesta segunda, quando perguntado sobre o atacante.

Mario Balotelli já foi alvo de racismo na atual temporada do Campeonato Italiano
Mario Balotelli já foi alvo de racismo na atual temporada do Campeonato Italiano - Marco Bertorello/AFP

Na atual temporada Serie A italiana, Balotelli tem dois gols em sete partidas. O Brescia, com apenas sete pontos em 12 jogos, é o lanterna da competição.

"Eu aceitei [a contratação de Balotelli] porque considerava um valor agregado. Ele deve dar respostas em campo, não nas mídias sociais. Mas ele não é o bode expiatório para a difícil situação do Brescia", completou Cellino.

Ainda nesta segunda-feira, o clube publicou uma nota em seu site oficial, afirmando que as declarações de Massimo Cellino se tratam de "uma piada, um claro desentendimento, feita em uma tentativa de retirar exposição midiática excessiva e com a intenção de proteger o próprio jogador", diz a nota. 

No início do mês, em duelo pela 11ª rodada contra o Hellas Verona, Mario Balotelli reagiu aos cantos racistas que vieram das arquibancadas do clube mandante. Aos nove minutos do segundo tempo, ele pegou a bola, chutou na direção dos torcedores e deixou o campo.

O jogo chegou a ficar paralisado, mas o centroavante acabou convencido pelos companheiros a retornar à partida. Balotelli ainda marcou um gol, mas o Brescia foi derrotado por 2 a 1.

Essa não foi a primeira vez que um jogo do Campeonato Italiano foi paralisado por atos racistas na atual temporada. O duelo entre Atalanta (ITA) e Fiorentina (ITA) parou após o lateral Dalbert​ avisar o árbitro que a torcida da casa gritava cantos racistas para ele.

O atacante belga Romelu Lukaku, da Inter de Milão (ITA), também foi alvo de injúrias raciais na partida contra o Cagliari (ITA), também nesta temporada da Serie A.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.