Presidente do Corinthians recebe alta após dois dias de internação

Andrés Sanchez, 55, apresentava quadro de pressão alta

São Paulo

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, deixou nesta sexta-feira (29) o Hospital São Luiz, no Morumbi, em São Paulo. Ele estava internado desde quarta, quando se sentiu mal e apresentou um quadro de pressão alta.

Depois de passar por uma bateria de exames e ficar em observação por dois dias, o dirigente de 55 anos foi liberado. Não há restrições, no momento, para que ele exerça a sua função à frente do clube do Parque São Jorge.

O presidente Andrés Sanchez apresentava quadro de pressão alta - Rodrigo Gazzanel - 8.nov.18/Ag. Corinthians

De acordo com Jorge Kalil, que é médico e ocupa o cargo de diretor-adjunto de futebol do Corinthians, a situação não envolvia maiores riscos. Mesmo assim, houve um cuidado no tratamento que impediu Andrés de acompanhar a vitória do time sobre o Avaí, em Itaquera, na quarta.

Foi a segunda internação de Andrés no ano. Em março, ele chegou a ficar dez dias no hospital com uma inflamação no sistema nervoso central. Na ocasião, segundo Kalil, “a dor era tão forte que ele queria bater a cabeça na parede”.

Desta vez, ao que tudo indica a situação é mais tranquila. Ainda assim, é pouco provável que ele vá acompanhar a delegação alvinegra na viagem a Belo Horizonte, onde a equipe enfrentará o Atlético-MG no domingo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.