Descrição de chapéu Seleção Brasileira

Seleção brasileira encara Coreia do Sul para encerrar ano sem jejum

Time comandado pelo técnico Tite não vence há cinco jogos, desde a Copa América

São Paulo

À medida que cresce o jejum de vitórias da seleção brasileira, aumenta a pressão sobre Tite, 58. A derrota para a Argentina por 1 a 0, no amistoso de sexta-feira (15), fez a equipe igualar sua pior marca desde 2013, quando também ficou cinco jogos sem vencer —três no fim da passagem de Mano Menezes e dois com Luiz Felipe Scolari.

Nesta terça (19), o Brasil terá seu último amistoso do ano, diante da Coreia do Sul, no estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, às 10h30 (de Brasília).

Será, ainda, o derradeiro teste de Tite antes do início das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. A disputa começará em março e vai até novembro de 2021. A Conmebol ainda não montou a tabela de jogos.

 Philippe Coutinho será uma das novidades da seleção brasileira contra a Coreia
Philippe Coutinho será uma das novidades da seleção brasileira contra a Coreia - AFP

Em caso de um novo resultado negativo diante dos coreanos, o Brasil chegará à competição ainda mais pressionado por repetir o seu pior desempenho neste século. Em 2001, a seleção chegou a ficar seis jogos sem vencer, entre o fim do trabalho de Émerson Leão e o início da primeira passagem de Felipão.

"Eu me cobro muito, não durmo legal. Para mim, excelência está com essa inquietude de todo mundo fazer o seu melhor em todas as áreas", afirmou Tite, que tentou amenizar a cobrança em cima dos jogadores. "Num momento de pressão precisa do técnico, e agora o técnico está aí", acrescentou.

O comandante fará cinco mudanças na equipe em relação ao time que perdeu da Argentina. A principal novidade será a entrada do volante Fabinho, do Liverpool, no lugar de Casemiro, do Real Madrid.

Também deixam a formação inicial Alex Sandro —vetado por lesão—, Thiago Silva, Willian e Roberto Firmino. Entrarão em seus lugares, respectivamente, Renan Lodi, Marquinhos, Coutinho e Richarlison.

Ao justificar as trocas, o técnico reconheceu a cobrança por voltar a vencer mesmo que o desempenho não seja o esperado. "Há necessidade do resultado, sim, alguns momentos são assim", afirmou.

Sob o comando de Tite, a última vitória da seleção brasileira foi na final da Copa América, diante do Peru, por 3 a 1, no dia 7 de julho, no Maracanã. Depois dessa partida, foram três empates e duas derrotas. Um dos reveses, inclusive, ocorreu justamente diante dos peruanos.

Desde a competição realizada no Brasil, a relação de Tite com o comando da CBF não é das melhores. Durante o torneio, ele evitou perguntas sobre uma possível saída. Em meio às especulações de que poderia entregar o cargo após a final do campeonato, a CBF emitiu uma nota sucinta.

"A Confederação Brasileira de Futebol manifesta sua confiança no trabalho da Comissão Técnica da Seleção Brasileira Principal. E reafirma que ela será mantida em caráter permanente." 

O contrato do treinador com a CBF vai até 2022.

BRASIL
COREIA DO SUL
10h30 (de Brasília), em Abu Dhabi
Na TV: Globo e SporTV

Sequência de cinco jogos sem vitória da seleção brasileira

Brasil 2 x 2 Colômbia - 6/9/2019

No primeiro jogo após a conquista da Copa América, o Brasil contou com o retorno de Neymar, ausente na competição por causa de uma lesão. A equipe chegou a sair na frente da Colômbia, com um gol de Casemiro, mas levou a virada. Muriel marcou duas vezes. No fim, Neymar evitou a derrota.

Brasil 0 x 1 Peru - 11/9/2019

Rival superado pela seleção brasileira na final da Copa América, o Peru derrotou o Brasil dois meses depois, com gol de Luis Abram, em dia em que os comandados de Tite tiveram atuação apática. O gol peruano saiu perto do fim do duelo, aos 40 minutos. O jogo marcou a estreia de Vinícius Junior pela seleção principal.

Brasil 1 x 1 Senegal - 10/10/2019

A equipe brasileira completou o terceiro jogo seguido sem vencer diante dos senegaleses. Saiu na frente com um gol de Firmino, mas Diédhiou deixou tudo igual nos minutos finais da primeira etapa. No segundo tempo, faltou criatividade para o Brasil buscar a vitória no centésimo jogo de Neymar pela seleção.

Brasil 1 x 1 Nigéria - 13/10/2019

Três dias após empatar com Senegal, o Brasil voltou a ter atuação apática, desta vez, contra a Nigéria. Os africanos aproveitaram a apatia dos brasileiros e saíram na frente, com gol de Aribo, aos 34 da etapa inicial. O empate veio no início do segundo tempo, com Casemiro, que aproveitou um rebote após bola cruzada na área por Daniel Alves.

Brasil 0 x 1 Argentina - 15/11/2019

Minutos após Gabriel Jesus desperdiçar uma cobrança de pênalti, Messi também teve uma chance na marca da cal e decretou o placar da partida, aos 13 minutos do primeiro tempo. Apesar da vantagem magra, os argentinos tiveram o domínio do jogo e chances para ampliar.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.