Descrição de chapéu Copa Libertadores

Separados por 500 metros, Flamengo e River chegam a Lima

Finalistas da Libertadores estão hospedados no bairro de San Isidro

Lima

Com dois quarteirões fechados no bairro de San Isidro, o mais caro de Lima, os elencos de Flamengo e River Plate estão separados por apenas 500 metros. 

As equipes chegaram à cidade da final da Libertadores na noite desta quarta (20). O avião com os argentinos pousou primeiro e eles entraram no Swisshotel por volta das 20h30 (de Brasília). Os brasileiros driblaram o caótico trânsito local com a ajuda de escolta policial e despontaram na entrada do hotel Hyatt às 22h20.

A decisão acontece neste sábado (23), às 17 horas (de Brasília), no estádio Monumental.

Isolados dos atletas por cordão policial, torcedores dão apoio ao Flamengo - Luka Gonzales/AFP

Depois da festa de despedida de milhares de flamenguistas aos jogadores no Rio, não houve qualquer contato no Peru. A polícia proibiu a circulação de carros ou pessoas nas ruas ao redor dos hotéis, em estratégia parecida à adotada pelo futebol argentino próximos aos estádios. 

As torcidas de River e Flamengo encararam com bom humor a restrição. Apesar da proximidade, até o final da noite desta quarta não havia acontecido qualquer ato de violência.

A maior concentração de torcedores não está em San Isidro, mas sim em Miraflores, região turística e recheada de hotéis.

Não há um número confirmado pelo governo peruano ou pela cidade de Lima sobre torcedores de River Plate e Flamengo que estarão na cidade por causa da partida. O dado extraoficial estimado pelo setor hoteleiro é de 50 mil pessoas. 

Flamengo e River começam a se preparar em Lima para a partida nesta quinta (21). Ambos realizarão treinos fechados. Apenas na sexta (22), véspera do jogo, os técnicos Jorge Jesus e Marcelo Gallardo falarão com a imprensa. Os brasileiros reservaram o centro de treinamento da Federação Peruana para as atividades. Os argentinos ficaram com o CT do Alianza Lima, o clube mais popular do país.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.